A FIM e o WESS estão se unindo para formar o Campeonato Mundial de Hard Enduro?

0
102

A Federação Internacional de Motociclismo (FIM) e os organizadores do WESS estão prestes a criar um novo Campeonato Mundial de Hard e Extreme Enduro para esta temporada de  2020.

Na Conferência anual de Comissões da FIM em Genebra, o presidente da FIM, Jorge Viegas, deixou claro o desejo de resolver a situação criada quando o Grupo KTM ficou atrás do WESS, a série separatista da FIM e do Enduro GP em 2018.

Viegas diz que a FIM e o WESS estiveram em discussões para tentar criar o Campeonato Mundial de Hard Enduro.

Em uma entrevista exclusiva ao site de notícias Enduro21, o presidente da FIM, Jorge Viegas, revelou que uma nova Copa do Mundo de Hard Enduro está “sobre a mesa agora”.

Segundo Viegas, o processo está em andamento  desdede 2019 para tentar resolver a situação. A FIM também fez uma licitação em 2019 para um promotor disputar um Campeonato Mundial de Enduro Extremo, mas Viegas diz que nenhum candidato se materializou.

“Acredito que podemos encontrar uma maneira de viver juntos e trabalhar juntos para melhorar a situação. Quero aprender com a experiência do WESS e quero melhorar nossas corridas ”- Jorge Viegas

 O que pensamos?

A mudança pode ser positiva por várias razões, incluindo a concentração da atual série WESS em apenas uma série extrema.

Promovida como parte do DNA da série WESS desde o início, a mistura de eventos extremos e tradicionais nunca se encaixou com muitos na comunidade de enduro que preferem se instalar naturalmente em um acampamento ou no outro. Isso pode ajudar a esclarecer a distinção entre modalidades.

Poderia abrir a porta para as equipes e pilotos da KTM, Husqvarna e GasGas retornarem ao paddock do Enduro GP?

Parece improvável que a KTM volte ao EnduroGP com equipes de fábrica completas nesta fase, por que eles iriam?

Mas pense na história do enduro e é impossível não pensar nas lendas da KTM. Pilotos como Josep Garcia certamente querem fazer parte dessa tradição folclórica do enduro.

Viegas afirma que falou com muitos pilotos e equipes durante os últimos 12 meses para entender seus pontos de vista sobre as diferentes séries: “Eu sei que os pilotos querem voltar ao guarda-chuva da FIM, porque perderam títulos mundiais, não são campeões mundiais. – Conversei com muitos deles sobre isso. ”

A esperança, por outro lado, seria que outros fabricantes se comprometessem com o Campeonato Mundial de Enduro. Fabricantes como Sherco, cujos pilotos Mario Roman e Wade Young são claramente candidatos e vencedores dos eventos do WESS, mas, como as coisas estavam, estão impedidos de competir no campeonato completo do WESS por sua equipe.

Certamente traria o aguardado reconhecimento dos esforços que pilotos como Manuel Lettenbichler, Billy Bolt, Jonny Walker, Graham Jarvis e Taddy Blazusiak – assim como os pilotos norte-americanos como Cody Webb – estão realizando e que potencialmente teriam um título de campeão mundial.

Falando sobre a proposta da mundial de Hard Enduro, Viegas explicou como ele espera que a atual proposta funcione na prática: “A FIM estará presente”, mas que o WESS e os atuais organizadores “têm sua própria estrutura esportiva e procedimento para executar corridas … não queremos mudar o formato dessas corridas, elas já fazem um bom trabalho. ”

Ainda existe muitos assuntos a serem debatidos entre a FIM e WESS e enquanto isso ficamos na expectativa de ver um Campeonato Mundial de Super Enduro.

Aguardamos mais novidades.

Veja mais em The X Rider