A novela da pequena Harley-Davidson de 350 cc chinesa

0
48

A Harley-Davidson parece estar se reposicionando constantemente para dar vida nova à marca. Com isso, a fabricante norte-americana já apresentou o primeiro modelo elétrico LiveWire, depois foi a vez da primeira bigtrail Pan America e em seguida o novo modelo Sportster S.

No entanto, a H-D quer atrair novos clientes em mercados longe das Américas e Europa. Por isso, desde 2019 uma nova ‘Harley-Davidson de nível básico‘ está sendo desenvolvida. Todo o trabalho vem sendo feito em cooperação com a Qianjiang Motorcycle, na China.

Modelo romperia novamente com a tradição da marca, exibindo um produto diferente das custom

Nova Harley-Davidson foca no mercado asiático

A entrada no mercado chinês da chamada Harley-Davidson 353R deveria ter ocorrido antes do final de 2020, com apresentação marcada para junho daquele ano. No entanto, a pandemia causou um atraso indefinido. Mas no outono de 2020 surgiram novas informações, vindas de um pedido de patente de design e uma primeira imagem da motocicleta finalizada.

O que pode ser visto foi uma moto de dois cilindros, ainda na versão da Qianjiang Motorcycle. Mas alguns detalhes que correspondem à versão da Harley também já puderam ser notados. Ao examinar as fotos de perto, é possível perceber as letras fundidas da H-D Motor Company, na tampa esquerda da carcaça do motor, nos registros de patentes.

Nova Harley-Davidson de entrada já teve registros nos EUA e na China

Por sua vez, a Harley já publicou seus próprios desenhos para a nova moto básica, que indica como poderia ser a versão da marca. Mais uma indicação de um lançamento iminente no mercado, surgiu quando os primeiros documentos de registro foram arquivados no Departamento de Transportes dos EUA.

A decodificação dos códigos armazenados, nos Estados Unidos, apontam exatamente para a pequena Harley esperada, que provavelmente virá em duas versões, com e sem ABS.

Versão vista da Qianjiang Motorcycle

Veja também:

Harley, mas também Benelli

Além de chegar no mercado como uma Harley, a pequena moto de entrada também poderia ser oferecida como uma Benelli. Isso porque a italiana pertence a Qianjiang Motorcycle. Enfim, existem várias marcas que são donas de outras fabricantes.

Modelo pode ganhar uma versão sob a marca da Benelli, para distintos mercados

Em todos os casos, as motos terão motor gêmeo paralelo resfriado a líquido, de 353 cm³. Um propulsor que deve render esperados 37 cv, claro, já atendendo o padrão de emissões Euro 5, o que abriria uma possibilidade para a Europa.

Apesar de todos os indícios e documentos registrados, ainda é incerto quando a pequena Harley-Davidson finalmente entrará em produção. Quando chegar, será novamente um rompimento com a tradição da marca, mas que pode funcionar na Ásia. Por fim, só o tempo dirá se outros mercados também vão embarcar nesse projeto.

Veja mais em Motonline.com.br