HomeMotorsports.ptAMA Supercross: Campeonato regressa dia 31 de maio!

AMA Supercross: Campeonato regressa dia 31 de maio!

O Rice-Eccles Stadium, em Salt Lake City, Utah, será o palco da primeira ronda do AMA Supercross depois do início da pandemia. O regresso está marcado para dia 31 de maio.

O Campeonato de Supercross de 2020 viu-se obrigado a ser interrompido, após a décima ronda, em Daytona, devido ao surto de coronavírus. Desde aí, tem havido muita especulação sobre onde e quando a competição iria ser retomada.

A Feld Entertainment, promotora do AMA Supercross, anunciou hoje que o campeonato retomará as corridas no Rice-Eccles Stadium, em Salt Lake City, Utah, no dia 31 de maio e decorrerá até 21 de junho. As sete últimas corridas serão transmitidas na NBC e não contarão com a presença dos fãs.

“Estamos entusiasmados por continuar o nosso trabalho com a Feld Entertainment, o Rice-Eccles Stadium da Universidade de Utah e o Departamento de Serviços de Saúde de Utah. O seu apoio contínuo, juntamente com o governador do Utah, Gary R. Herbert, tornaram possível o regresso de Supercross ao Utah”, disse Jeff Robbins, Presidente e CEO da Utah Sports Commission. “Estamos também ansiosos por mostrar o Utah a nível mundial através da presença global do Supercross”, acrescentou Robbins.

Como se sabe, nos Estados Unidos da América a pandemia continua por controlar e o país está dividido quanto às decisões a tomar. Os governadores dos diferentes estados não têm a certeza do que é correto fazer e, ao passo que alguns querem que o confinamento dure meses a fio, como a Califórnia e Nova Iorque, outros, como o Arizona e o Utah, querem regressar ao normal o mais rapidamente possível. Foi precisamente graças a esta vontade de retomar a atividade económica mais cedo que o Supercross conseguiu encontrar uma casa mais cedo do que pensávamos.

O regresso responsável às corridas irá incluir orientações e protocolos aos pilotos e ao pessoal essencial para que se cumpram todas as orientações e mandatos federais, estatais e locais em matéria de saúde. Os esforços de mitigação incluem a pré-selecção obrigatória, testes, verificações de temperatura, máscaras faciais, maiores esforços de saneamento e distanciamento social para limitar o contacto entre os indivíduos que executam os eventos. O estádio irá ajudar na implementação e execução do nosso plano. O AMA Supercross, em parceria com a Unidade Médica Alpinestars, contará com uma equipa médica formada por sete profissionais de saúde para assistir no local.

No entanto, numa modalidade deste género acaba por se tornar um pouco mais fácil proteger os participantes. Como sabemos, os atletas de Supercross têm pouco ou nenhum contato entre si, uma vez que os pilotos correm sozinhos, uns contra os outros, e usam vários elementos de protecção: capacetes faciais completos que cobrem a boca, óculos de proteção, luvas, camisolas e calças que deixam pouca ou nenhuma pele exposta, para além de botas totalmente presas na altura dos joelhos.

O formato da corrida foi ajustado para reduzir o número de atletas, mantendo-se assim dentro dos requisitos mínimos. Será utilizado um formato de corrida padrão para todas as sete rondas, excepto para a final, que será um Showdown Regional 250SX de Classe Leste/Oeste.

Este será o formato a introduzir nas sete rondas que restam na temporada de 2020:

Classe 450SX – 40 Pilotos com base na atual classificação por pontos e nos 100 melhores resultados da época de 2020 ou resultados combinados das eliminatórias
Classe 250SX – 40 Pilotos com base na atual classificação por pontos e nos 100 melhores resultados de qualificação para a época de 2020 ou da época combinada
Serão realizadas duas sessões de qualificação para a escolha do portão
Classe 250SX – Duas “Heat Races” e um “Last Chance Qualifier”
Classe 450SX – Duas “Heat Races” e um “Last Chance Qualifier”
250SX – Evento Principal da Classe
450SX – Evento Principal da Classe

_

Foto: AMA Supercross



Veja mais em MOTORSPORTS.PT

Leia Também

close