Bajaj no Brasil: 4 modelos prontos para vir (de 160cc a 400cc)

0
31

A Bajaj foi oficializada como a nova marca de motos no Brasil e aos poucos a fabricante indiana vai revelando mais detalhes sobre sua operação por aqui. Assim, a Bajaj no Brasil é o assunto do momento – inclusive está recebendo jornalistas e concessionários em sua fábrica, na Índia, nesta semana.

Já sabemos muito sobre sua futura atuação no país. Enquanto trabalha numa fábrica própria em Manaus, ela vai montar suas motos na estrutura da Dafra e fortalecer o catálogo da KTM (de quem é acionista), trazendo mais modelos laranjas (de 690, 890 e 1290 cc) ao Brasil. E também tem as motos próprias, claro.

motos bajaj no brasil

A Bajaj é a 5ª maior fabricante de motos do mundo e produz diversos modelos de 125 a 400cc. Na lista, destacamos 4 ‘favoritos’ para virem ao Brasil

 

Bajaj no Brasil: motos que devem vir ao país

A gigante (quinta maior fabricante de motos do mundo, logo atrás da Yamaha) ainda não oficializou quais motos trará, mas deixou fortes pistas de quem são as favoritas. Ao que tudo indica ela trará as Pulsar NS 160, Avanger 160, Pulsar NS 250 e Dominar 400, seu produto mais refinado.

A Bajaj possui quase 50% da KTM e, quando chegar, deve fortalecer a marca laranja por aqui. Modelos como a 1290 Super Adventure já estão na lista de futuros lançamentos no Brasil

Assim, deve atacar simultaneamente vários nichos das baixas e médias cilindradas. A Pulsar menor encara Fazer 150 e Titan 160, enquanto a 250 mira nas CB Twister e Fazer 250. A Dominar é opção às MT 03, Duke 390 e Z400, enquanto a Avenger é uma pequena custom – que supre o espaço deixado pela agora aposentada Dafra Horizon.

 

1 – Dominar 400, principal moto da Bajaj no Brasil

A Bajaj deu as caras nas redes sociais com sua conta dedicada ao nosso país no Instagram, onde destacou o modelo Dominar 400. A motocicleta é uma naked com acessórios geralmente encontrados em crossovers (como para-brisa, protetores de bão e bagageiro), mostrando alguma aptidão para viagens.

dominar 400 vai ser a principal moto bajaj no brasil

A Pulsar 400 deve ser o principal produto da marca por aqui, afinal é o modelo topo de linha da marca. Pretende encarar estradas, tem ‘motor da KTM’ e vai encarar a MT 03

É uma moto bem-equipada. Tem iluminação Full-LED, tomada 12V, painel digital completo em 2 níveis (com um visor auxiliar sobre o tanque) e freios ABS nas duas rodas. Também tem protetores de motor, de carenagem e de mãos, além de bagageiro traseiro e bolha frontal.

 

Na mecânica, destaque ao motor de 373 cc, baseado na KTM 390. Com um cilindro e arrefecimento a líquido, entrega 40 cv 8.800 rpm e 3.5 kgf.m de torque a 6.500 rpm. O câmbio é de seis velocidades.

O conjunto ainda conta com suspensão invertida com curso de 135 mm e traseira monoshock com 110 mm. Ambas as rodas são de 17 polegadas, o tanque comporta 13 litros e a moto pesa 193 kg em ordem de marcha. Na Índia seu preço sugerido parte das 222.386 rúpias, cerca de R$ 14 mil em conversão direta. Confira mais detalhes no showroom virtual.

Apesar do visual e ciclística de naked, a Bajaj a apresenta como uma crossover. Para isso, equipa a 400 com bolha, protetor de mão e suportes para bagagem

2 – Pulsar NS 160

A Pulsar é uma das principais famílias de motos da Bajaj, com opções de vários tamanhos. A mais cotada para vir ao Brasil é a NS 160, que mira diretamente nas Honda CG Titan 160 e Yamaha Fazer 150, mas promete oferecer mais por menos.

motos da bajaj no brasil com 160 cc

Visual esportivo, painel completo, freio ABS, motor de 17 cv. Você trocaria sua CG ou Fazer 150 na Pulsar 160?

O modelo se destaca pelo design com vocação esportiva, direito a banco bipartido e traseira ascendente. O que também chama a atenção é o chassi deltabox exposto.

Esta, que pode ser a moto da Bajaj mais barata no Brasil, tem motor de 1 cilindro e arrefecimento a ar e óleo, que entrega 17,2 cv de potência e 1,5 kgf.m de torque máximos. O câmbio é de 5 velocidades. Assim, promete fazer mais de 41 km por litro.

O conjunto ainda conta com lanterna em LED e freios ABS. Na Índia, está posicionada logo sobre a NS 125 e custa 122,3 mil rúpias (cerca de R$ 8 mil).

 

Veja também:

3 – Pulsar 250, rival das Fazer e Twister

Quem também tem rivais claros é a Pulsar NS 250, moto que inclusive já concorre com a FZ 25 na Índia. O modelo, inclusive, já foi registrado no Brasil – onde também vai encarar a Honda CB Twister.

bajaj no brasil pode ter a pulsar 250

Está na cara que a Pulsar NS 250 é concorrente direta da Fazer 250, né? Repare nas semelhanças – inclusive o farol com canhão em LED. Porém, a Bajaj custa 20% a menos (pelo menos na Índia)

O visual lembra o da Pulsar 160, mas há mais potência. Aqui o motor de 1 cilindro e arrefecimento a ar e óleo tem 249cc e entrega 24,5 cv de potência e 2,1 kgf.m de torque máximos (perto dos 21 cv e 2,1 kgf.m da Yamaha). O câmbio é de 5 velocidades.

pulsar 250

Em alguns mercados a Pulsar é encontrada em duas versões, inclusive uma semi carenada

Preocupada com seu preço, tem conjunto ‘simples’. Há ABS apenas na dianteira, suspensão com garfo telescópico e pneus (aro 17) sem câmara. Com tanque de 14 litros pesa 162 kg ao todo. Também tem painel digital (com indicador de marchas e computador de bordo) além de algumas luzes em LED. Destaque para o ‘canhão de LED’ no farol, ao melhor estilo FZ25.

Na Índia, custa 143.600 rúpias (R$ 8.700), ficando logo abaixo da Yamaha. Por lá a ‘Fazer 250’ custa 172.900 (R$ 11.350), ou seja, cerca de 20% a mais. Aqui, a Fazer tem preço sugerido de R$ 21.190.

 

4 – Avenger, custom da Bajaj no Brasil

A Bajaj também pode vir a apostar em um segmento carente em nosso mercado, o das motos custom. Com isso, nessa categoria, o modelo escolhido pode ser a Avenger Street 160, que vai encarar de frente as Haojue Chopper Road e Master Ride 150.

A moto da Bajaj design clássico, com assento baixo, facilidade de acesso dos pés ao chão e guidão largo e ergonômico. A Avenger também possui suspensão dianteira alongada e inclinada, pendendo para as choppers.

Modelo pode se tornar a opção do escasso mercado de custom de baixa cilindrada

O motor é um monocilíndrico de 160 cc, refrigerado a ar, capaz de entregar 15 cv a 8.500 rpm e 1.3 kgf.m de torque máximo a 7.000 rpm. O conjunto tem roda de aro 17 polegadas na dianteira e de 15 na traseira e freio ABS na frente.

O pacote conta ainda com farol de LED e painel com mostrador de combustível e marcha sobre o tanque de 13 litros. Outro display com demais informações fica no centro do guidão. Enfim, na índia a moto parte das 111.462 mil rúpias – cerca de R$ 7 mil. Confira mais detalhes no showroom virtual.

Veja mais em Motonline.com.br