HomeRevista PróBrasileiro paga 40% a mais no preço da gasolina em outubro

Brasileiro paga 40% a mais no preço da gasolina em outubro

Nota: as informações contidas nesta pauta são referentes a antes do novo aumento consecutivo do preço do combustível, realidado no último dia 09/11/2021

Com média de R$ 5,449 o preço do etanol também não recuou em outubro, e continua 19% mais caro em relação a abril, último mês de baixa

O mês de outubro fecha com o litro da gasolina custando R$ 6,447, um aumento de 40% se comparado ao mesmo período de 2020  e de 3% em relação ao fechamento de  setembro, aponta o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Ao comparar o valor com o último período de baixa, registrado no mês de abril deste ano, em que a gasolina estava custando R$ 5,699, a alta chega a 13%. Com média de R$ 5,449 o preço do etanol também não recuou, e continua 19% mais caro em relação a abril.

“Estamos chegando ao final do ano com o preço dos combustíveis pesando cada vez mais no bolso do consumidor. Com o reajuste médio de 7%, anunciado recentemente para a gasolina no repasse às refinarias, novos reflexos estão por vir nas primeiras semanas de novembro”, explica Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Nenhum Estado registrou redução no preço da gasolina e o que teve o maior aumento no período foi o Amapá, com o valor do litro passando de R$ 5,610 para R$ 5,970, um acréscimo de 6,42% em comparação com setembro. Já o Estado que liderou a alta no valor do etanol foi o Paraná, deixando para trás o valor de R$ 4,858 da média de setembro e chegando a R$ 5,055, um aumento de 4,6%.  

A Região Sul continua registrando o menor preço médio da gasolina, mesmo com avanço 3,03%, vendido a R$ 6,256. Já o etanol teve o Centro-Oeste como a região com a menor média, comercializado a R$ 5,145 nas bombas. 

No recorte por região, o etanol é aproximadamente 9% mais barato no Centro- Oeste, se comparado à Região Sul. Já a gasolina, é cerca de 5% mais barata no Sul em relação ao Centro-Oeste.

O etanol mais caro do País foi comercializado no Rio Grande do Sul, com o valor de R$ 6,310 e o mais barato em São Paulo, vendido a R$ 4,684.  Já a gasolina mais barata  por R$ 5,970 foi registrada no Amapá, e a mais cara no Piauí, por R$ 6,894. 

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.



Veja mais em Revista Pró

Leia Também

close