HomeTestes e Reviews de MotosCF Moto: chinesa no Mundial de Motovelocidade (MotoGP)

CF Moto: chinesa no Mundial de Motovelocidade (MotoGP)

A CF Moto está expandindo seus negócios e confirmou presença na categoria Moto3 do campeonato de motovelocidade a partir de 2022. Assim, a chinesa está se preparando para revelar os detalhes durante a 16ª rodada do Mundial de MotoGP do calendário vigente.

A prova ocorre de 22 a 24 de outubro, no circuito de Misano. O circuito italiano é um dos mais tradicionais do mundo e será palco deste grande passo para ascenção a nível global da fabricante chinesa. 

cf moto

A CFMoto pretende entrar com tudo no universo das competições em 2022. Chinesa quer acelerar no Mundial de Motovelocidade e também no Mundial de Superbike

Apenas na MotoGP de Misano que iremos conhecer os pilotos que guiarão as máquinas da parceria chinesa com a KTM. No entanto, a imprensa internacional já especula que os pilotos espanhóis Xavi Artigas e Carlos Tatay como os eleitos para representarem a marca na Moto3.

Assim, após a estreia, a chinesa pretende usar a categoria Moto3 como termômetro para entrar ainda em 2022 na categoria de Supersport 300 do Mundial de Superbike, o World SBK, com a CFMoto 300 SR-R.

 

CF Moto no Mundial de Moto3 (MotoGP)

motovelocidade

A organização do Moto3 implatará modificações ao longo de três temporadas

Dessa forma, a CF Moto entra na Moto3 no ano em que entra em vigor mudanças técnicas e esportivas no regulamento da competição. A partir da próxima temporada, até 2024, os tempos combinados dos treinos livres serão confirmados após 60 minutos do término do TL3.

Essa medida foi tomada para que os comissários tenham tempo de analisar qualquer infração detectada e, assim, as punições poderão ser dadas sem atrasos, evitando possíveis protestos ou apelações.

Um dos objetivos é fazer com que as punições entre a tempo de evitar possíveis contestações ou protestos

Já as especificações das motos foram modificadas no ano passado e seguem inalteradas até 2023. Contudo, foi estabelecido um preço máximo pelo protótipo que ficará em torno de 85 mil euros (cerca de R$ 521,9 mil em conversão direta) e que o piloto só pode ter três caixas de câmbio e seis motores por temporada.

Haverá também modificações pensandas no meio ambiente. A organização definiu que em 2024 a Moto3 receberá um novo combustível para as motos que possui a proposta de ser mais sustentável, mas ainda revelou detalhes sobre.

Veja também:

Ligação da CF Moto com a KTM

cfmoto

Cerimônia da CFMoto apresentando a KTM R2R

A parceria firmada entre a CF Moto e KTM foi iniciada no final de 2013 e quatro anos depois já se envolveu na criação da KTM R2R. Assim, a CF Moto tem a maior parte do grupo responsáveis pelo negócio da austríaca, com 51%, enquanto a KTM detém 49%.

Dessa forma, a parceria está a todo vapor e inaugurou mais uma unidade fabril e com capacidade de produção instalada de 50 mil motos por ano. Assim, a fábrica próxima a Shangai será responsável pela fabricação das novas CF Moto 800MT ao lado das máquinas da KTM.

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close