HomeShow RadicalConfira a entrevista exclusiva com o piloto da MXF Patrik Capila

Confira a entrevista exclusiva com o piloto da MXF Patrik Capila

O público dos esportes off-road estava com a paixão represada nos últimos meses devido à situação em que vivemos. Com o retorno das competições, as equipes puderam, finalmente, fazer o que mais gostam e sabem fazer. Competir em alto nível, mas sempre respeitando as medidas de combate à pandemia e o companheirismo, que faz parte da história do enduro.

A MXF Motors apresentou em Novo Horizonte uma nova estrutura para as competições e deu suporte aos pilotos oficiais e aos satélites da marca. Nesse time de pilotos, um nome vem se destacando há anos no cenário nacional pelo talento, profissionalismo e carisma. A conquista da etapa na categoria EJ e o P2 geral da competição, em Novo Horizonte, trouxeram um resultado histórico para a marca brasileira.

Patrik Capila é um dos grandes nomes do esporte e a parceria com a MXF tem se demonstrado robusta, extraindo o melhor do atleta e da máquina. O trabalho realizado em conjunto com o seu pai e mecânico, “Zoim”, trazem um elemento único nessa combinação vitoriosa.

É como se o mecânico fosse também a extensão do piloto na busca da perfeição. Assim, além da performance esportiva, também é realizado um importante e competente trabalho de desenvolvimento dos modelos de competição da marca, que no futuro terão suas evoluções presentes nas motos dos usuários.

A chegada de Patrik Capila à equipe MXF agradou aos fãs da marca, que constantemente acompanham a evolução da parceria com o atleta. O alto volume de perguntas trouxe para a marca a oportunidade de um bate-papo com o piloto, sensação da temporada 2021 do enduro brasileiro e líder de sua categoria.

Você chegou à equipe MXF como um dos pilotos destaque do cenário brasileiro. O que tem achado da estrutura oferecida e da moto que tem participado das competições?

Hoje a MXF é uma das maiores equipes brasileiras. A estrutura que me dão é fantástica e tenho tudo que um piloto profissional precisa para estar em alto nível. Minha moto, junto com o trabalho do meu pai, Zoim Racing, tem todo o trabalho que uma moto profissional deve ter, com muita dedicação, muitas horas trabalhadas e nenhum tipo de problema que venha acarretar dificuldades nas provas. É muito bom fazer parte da MXF pelo profissionalismo, pelo incentivo ao esporte e ao meu trabalho.

Você conta com a ajuda de seu pai na preparação das motos. Conte-nos um pouco dessa experiência no desenvolvimento do modelo MXF 300RX

Em algumas profissões, você pode ter a oportunidade de trabalhar com seu pai. Eu trabalho com meu pai na MXF. Conseguimos desenvolver a moto para meu estilo de pilotagem. A vida inteira foi ele quem preparou a moto com meu estilo de tocada. Não há necessidade de ficar discutindo. Ele já sabe o que eu quero e só ajusto alguns detalhes para a moto ficar perfeita. É um trabalho fantástico que faz toda a diferença na preparação de uma moto de performance.

Você tem surpreendido muita gente com o desempenho alcançado nas últimas provas. Quais seus objetivos em relação à parceria com a MXF?

A gente vem alcançando os objetivos a cada etapa, que é andar sempre na frente na geral e liderar na minha categoria EJ. A equipe vem trabalhando perfeitamente, conquistando os objetivos devagarinho. O maior objetivo é ser campeão brasileiro e sempre trabalhar no desenvolvimento das motos MXF ao lado dos pilotos da equipe. Aos poucos vamos conquistando.

Na etapa de Novo Horizonte você venceu a EJ e alcançou o P2 geral da competição. Foi um resultado histórico para a MXF. Como isso te motiva a continuar superando os próprios limites? Acha possível alcançar essa posição ao final do campeonato?

Acho possível sim ser campeão brasileiro e alcançar a segunda colocação geral na final do campeonato. A cada etapa estamos evoluindo mais, e a moto vem evoluindo junto comigo. Eu como piloto aprendo a cada dia a lidar com uma equipe nova. Mesmo sendo a próxima a quinta etapa, ainda temos muito que evoluir. Porém, acredito que podemos fechar o campeonato na P2 geral e com o título da EJ.

Você foi escalado para representar o Brasil no ISDE Itália 2021. Como tem sido sua preparação?

Eu tenho treinado bastante com a moto. Muitas horas em cima, porque o Six Days é uma prova muito longa. Tenho treinado muito para melhorar meu desempenho com a moto e principalmente a parte física. Estamos evoluindo bastante com os treinos longos e melhorando bastante a parte física com corridas, academia, treinamentos específicos de duração em cima da moto com o condicionamento físico.

As conversas para a renovação do contrato com a MXF já iniciaram? Qual sua expectativa para a renovação da parceria para 2022?

Cara, a gente sempre vem conversando, evoluindo muito e estou sendo muito importante para o desenvolvimento da moto no Brasil. Algumas novidades vêm aí pela frente, que ainda estamos testando. Então, temos tudo para renovar. Não chegamos a bater o martelo, mas estou confiante. Estamos aguardando o andamento do campeonato, mas estou muito feliz em estar fazendo parte da MXF. Vem sendo um grande ano pra mim, estou me destacando bastante e, de uma forma geral, estou muito feliz. Que a gente continue juntos por bastante tempo e vamos acelerar que ainda tem bastante corrida pela frente!

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site   👇⚡!

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!



Veja mais em  

Leia Também

close