HomeTestes e Reviews de MotosCrash test com motos devem iniciar a partir de 2023

Crash test com motos devem iniciar a partir de 2023

A indústria automotiva avalia constantemente a segurança de veículos com a adoção de crash test. Mas agora, os estudos de testes de colisão podem se tornar uma realidade também para reconhecer melhor as motocicletas.

Veja também:

Crash test com motos

Crash test com motos devem ser adotados pelo EuroNCAP

Testar cenários de risco com motocicletas

Os cenários de risco no trânsito – com motocicletas – também devem ser integrados aos protocolos de testes, a partir de 2023. A proposta é uma iniciativa do EuroNCAP (sigla para European New Car Assessment Program). O órgão é um grupo de ministérios de transporte europeus, clubes de automóveis e associações de seguros, com sede em Bruxelas.

Crash test com motos

Crash test com motos devem incluir diferentes tipos de cenários no trânsito

Em junho deste ano, a entidade publicou as especificações correspondentes aos seus novos protocolos. No documento, consta o cenário de testes de aproximação – de carro e motocicleta parada.

Crash test com motos

Todo o estudo deve balizar novos sistemas de segurança em carros e motos no futuro

O estudo de colisão deve incluir ainda, a aproximação de motos viajando a 50 km/h. Além disso, devem ser testados os encontros no tráfego em sentido contrário ao de curvas, em uma estrada reta e na área de interseção.

Objetivo do EuroNCAP

O EuroNCAP deseja usar os critérios de teste – mais rigorosos – para encorajar os fabricantes de automóveis a reconhecer melhor as motocicletas em seus sistemas de assistência.

Atualmente, as motos são inadequadamente reconhecidas ou não foram percebidas devido à sua velocidade, segundo detalhado pelo órgão. Com isso, a conclusão da entidade é que os sistemas de segurança dos carros reagem de forma insatisfatória, ou não reagem de forma alguma.

Qual o resultado de testes de colisão no mercado?

Primeiramente, o objetivo é reduzir o número de acidentes e aumentar ainda mais a segurança em rodovias, com sistemas de assistência mais sensíveis. Na indústria automotiva, os testes de colisão da EuroNCAP não são obrigatórios.

O resultado de testes de segurança deve pesar na escolha de uma futura compra, seja de carro ou moto

Entretanto, a classificação por estrelas – nos testes – é uma importante ferramenta de marketing. Ao mesmo tempo, os fabricantes de motocicletas devem também cada vez mais equipar seus produtos com sistemas de assistência e radar. Afinal, segurança sem dúvida pode ser um diferencial na hora da compra.

Estudos de testes de colisão frontal com motos

Outras entidades europeias também já estão iniciando testes de colisão, agregando as motocicletas. Na Espanha, o Mapfre Centre for Road Traffic Safety and Research (CESVIMAP) já realiza cenários contendo o uso de motos.

O estudo do grupo consiste no impacto de uma barreira móvel, na parte frontal da motocicleta, colocada no mesmo sentido de movimento do obstáculo. O objetivo é reproduzir os efeitos causados ​​por uma colisão frontal e o consequente deslizamento pela estrada.

Crash test com motos serão cada vez mais frequentes

O mercado de veículos deve incluir cada vez mais os cenários com motocicletas no momento de planejar novos lançamentos. Assim como, as fabricantes de motos deverão pensar também em sistemas anti-colisão e segurança.

Essa é a resposta que percebemos cada vez mais a ser cobrada do mercado. Ao vermos gigantes do mercado de seguros, como a Mapfre, e entidades influentes como a EuroNCAP trabalhando no tema, a resposta é clara. O futuro vai cobrar cada vez mais segurança entre veículos nas estradas.

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close