HomeMotorsports.ptDavid Knight, Rally Raids: "Sempre quis fazer Rally e agora é a...

David Knight, Rally Raids: “Sempre quis fazer Rally e agora é a altura certa”

Foi cinco vezes Campeão Mundial de Enduro, 24 vezes Campeão Britânico e já venceu os Seis Dias de Enduro. David Knight já alcançou muitas conquistas na sua carreira, mas está sempre pronto para um desafio que, desta vez, será o Rally Dakar.

“Eu estava preparado para participar nos rallys, começando pelo Rally de Abu Dhabi. A seguir, faria o do Cazaquistão, Marrocos e depois o Dakar. Antes de isto acontecer, tinha acabado de fazer quatro dias de formação de roadbook em Portugal. De momento, tenho estado a aprender os símbolos do roadbook, mas não posso fazer muito mais”, explicou o piloto britânico.

“Se acontecer, é esse o plano”, disse David Knight, referindo-se ao Rally Dakar, em que deverá participar em janeiro de 2021. “É fácil dizer que nessa altura já estará tudo bem, mas é toda a logística e esse lado da questão, as reuniões e juntar toda a gente. Os organizadores têm de viajar para preparar o percurso e fazer tudo isso, por isso penso que pode ser difícil, para ser honesto. Se for cancelado suficientemente cedo, posso fazer planos para fazer algo diferente, talvez o World Enduro, ou ir para a América. Também posso fazer quaisquer pequenos rallys que sejam realizados e assim conseguir acumular alguma experiência para se e quando o Dakar acontecer”.

As dúvidas de Knight em relação ao Rally Dakar espelham a incerteza que o mundo do desporto atravessa neste tempo de pandemia. Nesta altura, em isolamento com a família, o piloto mantém-se ocupado, tentando também manter forma.

“Tenho andado tão ocupado que parece que está a passar mais depressa. Nem acredito que já passou tanto tempo desde que isto começou. Acho que é porque tenho muitos trabalhos para fazer e, por isso, mantenho-me bastante ocupado. Tenho tentado não comer muito e comecei a fazer uma coisa em que não como durante 16 horas por dia. Deixo de comer às oito horas da noite até à hora do almoço do dia seguinte não como nada. Tenho feito isso, tenho corrido e saído na minha bicicleta de montanha”, revelou David Knight, que também se tem ocupado com os dois filhos, o mais velho com de sete anos e a mais nova com cinco meses.

“Eu e a minha esposa estamos a ajudar os miúdos com a escola em casa. A minha filha está está a portar-se muito bem e quer sempre aprender mais e mais. A Emma continua a fazer coisas com ela e ela adora isso. O Finley é como eu, nós tentamos fazer um pouco de matemática e um pouco de leitura, mas ele quer estar lá fora. Ele adora desenhar e coisas assim, mas não tem interesse no trabalho escolar, por isso é difícil fazê-lo trabalhar”, disse o piloto, acrescentando ainda que “as crianças têm de brincar e a fazer coisas que, normalmente, não tem tempo para fazer por causa da escola. Tenho tentado que desenvolvam algum interesse, por exemplo, nas estações espaciais para tentar fazê-los aprender e entreter-se a procurar estrelas no céu. Acho muito importante terem contacto com a natureza e, por isso, também vão à procura de insetos no jardim”, disse o britânico.

O sonho do rally já é bastante antigo, mas só agora David Knight achou ser o momento ideal para enfrentar esse desafio.

“Sempre quis fazer rally. Tive essa oportunidade há vários anos e tem sido algo que tenho tentado fazer nos últimos 6 ou 7 anos. No entanto, tudo isto aconteceu à última da hora. Penso que vivo no país errado. Tinhamos de ser franceses ou sul-americanos e tudo isso teve a ver com patrocinadores e coisas do género. Esta oportunidade surgiu com a equipa de HT Rally e vou fazê-lo porque não quero chegar aos 70 anos, se chegar tão longe, sem ter feito o Dakar. É apenas uma daquelas coisas que eu queria fazer e espero também fazer um bom trabalho, por isso agora é a altura certa”.

O facto de ter decidido abrandar o ritmo da sua carreira, levou-o a desfrutar das corridas de uma forma mais relaxada e despreocupada. O piloto sente que ainda tem muito para fazer e, acima de tudo, quer divertir-se ao máximo na sua moto.

“Estou a tentar viver uma vida normal e é difícil. Preciso de algo menos rígido e, portanto, o World Enduro Championship Open em que participei no ano passado foi muito bom. Eu andava de moto uma vez por semana se conseguisse, ia às corridas e gostava muito. Foi um trabalho duro e cansativo porque continuava a esforçar-me o mais que podia nos testes, desde que o meu corpo o permitisse. No entanto, nunca tive de dar 100% se é que me entendem, apenas me diverti a pilotar e, se houvesse riscos, eu abrandava mais um pouco. Isso tornava tudo muito divertido porque eu não estava a arriscar para ganhar títulos mundiais ou para ganhar a geral. Gostaria de o fazer novamente este ano, mas agora quero fazer algo diferente. Não estou a dizer que não vou fazer nenhuma prova de enduro, porque vou, porque adoro fazê-los, mas no que diz respeito a um campeonato completo não, não preciso, quero fazer algumas coisas diferentes e concentrar-me na parte do rally”, avanou David Knight, que espera ansiosamente pela primeira prova, após o surto de coronavírus.

_

Foto: David Knight



Veja mais em MOTORSPORTS.PT

Leia Também

close