HomeTestes e Reviews de MotosDe 1 a 80 mil: conheça as motos BMW produzidas no Brasil

De 1 a 80 mil: conheça as motos BMW produzidas no Brasil

Há cinco anos a BMW escolheu o Brasil para receber sua primeira fábrica 100% dedicada a motocicletas fora da Alemanha. E hoje a montadora chega a marca das 80 mil motos produzidas na planta de Manaus.

Assim, a BMW Motorrad conseguiu alcançar esse expressivo número de produção no dia 1 de outubro, tendo capacidade de produção de 15 mil unidades por ano. Dessa forma, vamos voltar até outubro de 2016 e relembrar a primeira moto da BMW produzida no Brasil.

motos bmw

A BMW no Brasil produz oito motos na fábrica em Manaus

Atualmente a alemã produz em sua fábrica localizada em Manaus (AM) as seguintes motos: G 310 GS, G 310 R, F 750 GS, F 850 GS, F 850 GS Adventure, S 1000 RR, R 1250 GS e a R 1250 GS Adventure.

 

Motos BMW:  F 700 GS foi a primeira moto produzida na fábrica

Desde 2009 o a BMW atuava na montagem de motos no Brasil

Após se consolidar no Brasil, a BMW iniciou suas atividades no país e escolheu a F 700 GS para ser o primeiro modelo a ser produzido na  novíssima fábrica no Brasil. Contudo, desde 2009, a BMW fazia o processo de montagem das motos no Brasil, em parceria com a fábrica da Dafra, também em Manaus.

A F 800 GS e a irmã &00 são equipadas com o mesmo motor

O modelo chegou ao mercado equipado com o mesmo motor da BMW F 800 GS. Ou seja, dois cilindros e oito válvulas, DOHC, 798 cc, a gasolina, mas com 10 cv e 1 kgf.m a menos que a irmã maior. Dessa forma, a F 700 GS entregava 75 cv de potência a 7.000 rpm e 7,85 kgf.m de torque a 5.300 giros

Assim, com a fábrica totalmente dedicada às motocicletas da marca, a BMW F 700 GS nacional era comercializada na pré-venda por R$ 39.950. Se quiser conferir mais detalhes da  F 700 GS, veja o nosso teste completo com o modelo fabricado no Brasil.

Veja também:

A moto de número 80 mil

motos bmw

A BMW S 1000 RR recebeu a tarefa de peso de ser a moto de número 80 mil

A BMW escolheu a dedo qual seria o modelo a marcar a unidade de número de 80 mil – em referência ao total de motos produzidas. A selecionada foi a superesportiva S 1000 RR.

Para além do design marcante, carenagens típicas de superbike e grande potência, a S 1000 RR fechou o ano de 2020 liderando em vendas como a mais emplacada do Brasil na sua categoria, com 932 registros.

A superesportiva foi a mais vendida da categoria em 2020

Assim, todo o conjunto de 170 kg a seco é puxado pelo motor DOHC, 16 válvulas, capaz de gerar 207 cv a 13.500 rpm e 11,5 kgf.m de torque. Dotada de tecnologia, o modelo possui recursos como controle de tração, limitador de Pit-Lane e ABS Pró. Além disso, a superesportiva tem Controle Dinâmico de Freio e controle de amortecimento dinâmico.

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close