HomeTestes e Reviews de MotosDo PCX ao Maxsym: os 10 scooter mais vendidos de 2020

Do PCX ao Maxsym: os 10 scooter mais vendidos de 2020 [video]

Qual o scooter mais vendido do Brasil em 2020? Vale lembrar que este é o nicho do mercado que apresenta maior crescimento. Em seis anos, entre 2013 e 2018, expandiu 85% – saltando de 31,4 mil unidades vendidas por ano para 58,3 mil. Além disso, os números são ainda mais interessantes se pensarmos que neste mesmo período o setor em si encolheu de quase 50%.

Entretanto, o segmento também está sendo impactado negativamente pela crise causada pelo novo coronavírus. Assim, com concessionárias fechadas e demais restrições, teve queda considerável no número de emplacamentos, fazendo com que os números abril e maio destoassem da tendência de crescimento dos meses anteriores.

HaoJue Lindy 125 na lista dos scooter mais vendidos do país. Modelo tem preços a partir de R$ 8.390

HaoJue Lindy 125 na lista dos scooter mais vendidos do país. Modelo tem preços a partir de R$ 8.390

Scooter mais vendidos de 2020

Os números são da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) e consideram as unidades emplacadas no primeiro quadrimestre de 2020. Recordando: o setor duas rodas teve redução de 21,9% entre janeiro e abril se compararmos com o mesmo período de 2019. Saiba mais sobre aqui.

Vendas de scooter 2020

Modelo

Janeiro

Fevereiro

Março

Abril

Total quadrimestre

1. Honda PCX 3056 2962 2574 531 9123
2. Honda Elite 125 1950 1721 1429 293 5393
3. Yamaha NMax 1604 1561 1145 165 4475
4. Yamaha NEO 1129 1052 909 297 3387
5. Honda SH 150i 423 315 236 42 1016
6. HaoJue Lindy 125 216 193 110 6 525
7. Dafra Citycom S 300i 175 139 112 5 431
8. Honda SH 300i 77 72 46 5 200
9. Kymco Downtown 300i ABS 44 40 42 1 127
10. Dafra Maxsym 400i 24 40 25 2 91
Números fornecidos pela Fenabrave, com total de unidades emplacadas no período

Honda PCX: scooter líder de vendas

O Honda PCX segue no topo da lista de venda. Até aqui, ele emplacou mais de 9 mil unidades, praticamente 70% a mais que o segundo colocado, o Elite 125. Assim, dá continuidade aos ótimos números de 2019, quando encerrou o ano com 32.582 novas unidades nas ruas, obtendo o ‘título’ de scooter mais vendido do Brasil, além de 6º modelo de moto com mais comercializado no período – atrás de CG 160, Biz, Bros, Pop e CB Twister.

Não é difícil entender porque o PCX segue como scooter mais vendido do Brasil. Modelo ataca com ampla lista de itens de série

Não é difícil entender porque o PCX segue como scooter mais vendido do Brasil. Modelo ataca com ampla lista de itens de série

Aliás, o PCX é líder do mercado desde seu lançamento, em 2013. Desse modo, de lá para cá foram mais de 160 mil unidades comercializadas. Atualmente, o modelo está disponível em versões mais requintadas (Sport ABS e DLX ABS), intermediária (ABS) e de entrada da família (CBS), que ganhou um modelo com preço mais baixo (CBS Standard).

Atributos que atraem

O PCX possui motor de 150 cm³, arrefecido a líquido, que produz 13,2 cv de potência e 1,38 kgf.m de torque. Além disso, conta com o Sistema Idling Stop System (ISS), que desliga automaticamente o motor ao ficar em marcha-lenta e parada por mais de 3s. Ainda, tem amortecedores traseiros ajustáveis, compartimento de 28 litros sob o assento, iluminação Full LED com DRL, espaço multi uso com porta e tomada de força 12V e rodas de 14 polegadas.

As versões com ABS ainda contam com freio à disco nas duas rodas (nas versões com ABS) e Smart Key System (na versão ABS). Certamente, nessa extensa lista de itens de série se guarda boa parte do segredo para se tornar um campeão de vendas. Veja o vídeo e saiba tudo sobre o PCX 150 aqui.

Preços e versões PCX 2020

Honda PCX 150 CBS: R$ 11.990 em cinza metálico e azul escuro perolizado
PCX 150 ABS: R$ 13.190 em cinza metálico
Honda PCX 150 Sport ABS: R$ 13.590 em prata metálico
PCX 150 DLX ABS: R$ 13.590 em branco perolizado

E o Yamaha XMax?

O scooter médio da Yamaha foi a principal atração do stand da marca no Salão Duas Rodas e, de acordo com a empresa, esgotou todas as unidades da pré-venda logo nas primeiras semanas. Segundo a companhia, essas unidades chegaram às lojas no decorrer de março e abril e, claro, já estão nas ruas.

Scooter Yamaha XMax chegou no início deste ano, mas ainda não está nos dados oficiais da Fenabrave

Scooter Yamaha XMax chegou no início deste ano, mas ainda não está nos dados oficiais da Fenabrave

Entretanto, o XMax não está listado no ranking da Fenabrave. Como não poderíamos deixar um modelo tão representativo para o segmento de fora da lista dos scooter mais vendidos do Brasil recorremos à Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e similares).

Segundo a entidade, até agora foram produzidas 280 unidades do Yamaha XMax. Assim, estaria ranqueado na oitava colocação, entre Dafra Citycom e Honda SH 300i, dois de seus principais concorrentes. Claro, é importante frisar: trata-se de um modelo que mal chegou ao Brasil e ainda não pode mostrar todo o potencial que acreditamos que ele tenha.

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close