HomeTestes e Reviews de MotosDucati muda discurso e fará moto elétrica de alto desempenho

Ducati muda discurso e fará moto elétrica de alto desempenho

Novos ventos sopram na categoria de elétricas do Mundial de Motovelocidade (MotoGP). A Energica não será mais a fornecedora oficial da MotoE, deixando sua vaga para a Ducati. Dessa forma, a partir de 2023 a marca italiana será a fornecedora exclusiva dos protótipos da categoria.

Ducati 860-E Concept

Essa parceria renderá bons frutos paras as futuras motos elétricas em linha da marca

Desse modo, a Energica, que assumiu em 2019 o fornecimento das motos, deixará a categoria das eletrificadas da MotoGP no final da temporada de 2022 e a Ducati assume até o final de 2026. Agora, a fabricante italiana terá que mergulhar de vez no universo das elétricas. 

 

Ducati e suas contradições 

motogp

Claudio Domenicali e Carmelo Ezpeleta firmando a parceria entre a Ducati e a MotoE

Em abril deste ano, o vice-presidente de vendas da Ducati, Francesco Milicia, fez a seguinte declaração: “Vamos produzir uma Ducati elétrica em breve? Não. Achamos que, para o tipo de máquina que produzimos agora, uma motocicleta elétrica não pode garantir o prazer, a autonomia, o peso e etc. que os pilotos da Ducati esperam.”

No entanto, você já ouviu falar do ditado popular “nunca diga que dessa não bebereis”. Pois é, a sede do mercado é tanta que a companhia teve que engolir o orgulho e seis meses depois o CEO da Ducati Claudio Domenicalli confirmou a entrada na MotoE, dizendo que a fabricante está entrando na “mobilidade elétrica de cima”.

Veja também:

MotoGP e oportunidade dada a fabricante italiana

Em 2022 a Ducati vai preparar uma série de apresentações envolvendo as suas motos elétricas

Dessa forma, a tradicional montadora refaz a leitura de mercado e vai aproveitar a MotoE como uma forma de levantar pesquisa e dados a fim de utilizar a experiência adquirida para desenvolver sua linha de motocicletas elétricas em larga escala de produção. 

Assim, a aposta é de que os engenheiros da Ducati produzam uma moto elétrica de alto desempenho tanto para a categoria MotoE quanto para ser usada por motociclistas comuns no dia a dia. Esse ponto é importante porque uma superesportiva em linha de produção pode ser um grande diferencial entre a Ducati e as elétricas concorrentes.

 

Futuras elétricas da Ducati

moto elétrica

A moto conceito da Ducati apresentada neste ano

Por enquanto, a fabricante ainda não revelou nenhuma ficha técnica, muito menos qual modelo entrará na MotoE. Mas a promessa que temos é de que ao longo de 2022 a marca fará diversos eventos para apresentar as novidades vinculadas as motos elétricas. 

Ducati 860-E Concept

Apenas em 2022 teremos uma luz sobre as superesportivas elétricas da Ducati

Por fim, até a divulgação da fabricante como a fornecedora oficial da MotoE, a italiana revelou apenas um conceito de elétrica, a 860-E, no segundo semestre deste ano. O projeto aliou linhas clássicas ao futuro, mas  em nada nos recorda a uma superesportiva. O que nos resta é aguardar 2022 para descobrir o que a marca vai produzir para a competição.

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close