HomeRevista PróGASGAS vence GP da França

GASGAS vence GP da França

Sergio Garcia garante 25 pontos e sobe para o segundo lugar na classificação do campeonato

Sergio Garcia, da Gaviota GASGAS Aspar Team, superou diversas condições para chegar a uma vitória dominante, partindo do 8º lugar do grid. O espanhol de 18 anos de Castellón presenteou os espectadores com o desempenho de um verdadeiro campeão durante a corrida de 22 voltas em Le Mans.

  • Sergio Garcia, de 18 anos, vence o GP da França com ótimo desempenho quase no final na corrida
  • Gaviota GASGAS Aspar Team são os vencedores do Grande Prêmio de Moto3 em apenas sua quinta corrida em ‘vermelho’
  • O companheiro de equipe Izan Guevara termina em 14º com dois pontos vitais no campeonato

A chuva intensa fez com que a corrida fosse iniciada em piso molhado e com pneus de chuva, no entanto, quando as luzes ficaram verdes, o sol apareceu por entre as nuvens e rapidamente começou a secar o circuito de 4,1 km. Garcia começou como um raio saltando para o terceiro lugar na primeira volta e, em seguida, para a liderança no início da segunda volta.

Definindo consistentemente o ritmo na pista, Garcia reduziu a diferença de cinco segundos sobre seus rivais na sétima volta, que aumentou para 7,1 segundos na bandeira final. O único rival de Garcia, Filip Salac, acabou em segundo e não conseguiu acompanhar o ritmo do piloto da Gaviota GASGAS Aspar Team com sua moto GASGAS RC 250 GP, o que significa que o piloto checo também perdeu 2,3 ​​segundos no final da corrida.

O # 28 e o piloto da Gaviota GASGAS Aspar Team, Izan Guevara, fizeram uma corrida determinada, partindo de um incomum 24º lugar no grid. O jovem de 16 anos, antigo Campeão do Mundo FIM CEV Moto3 Júnior, lutou inicialmente com a mudança das condições, mas estabeleceu um bom ritmo a meio das 22 voltas.

Ao evitar os inúmeros derrames na pista que somaram mais de 100 na classe Moto3 como um todo durante o fim de semana do Grande Prêmio da França, Guevara cruzou a meta na 14ª posição, garantindo dois preciosos pontos no campeonato.

Agora, o campeonato de Moto3 segue para a Toscana, no coração da Itália, no dia 30 de maio, para o Grande Prêmio de Itália Oakley, em Mugello.

Sergio Garcia: “Estou muito feliz pela vitória. A corrida para mim foi muito difícil porque as condições da pista estavam em constantes mudanças. Houve uma linha de secagem bem rápida, mas algumas partes da pista ainda permaneceram mais molhadas do que outras. Tive de gerir os pneus o melhor que pude, mas ainda assim imprimir mais força. No geral, estou muito feliz com a minha pilotagem, elevei ao máximo o limite de cada volta. Dedico esta vitória para toda a minha família e principalmente para a minha equipe, trabalhamos muito para chegar até aqui. Estou muito feliz!”.

Izan Guevara: “O início da corrida não foi bom. Havia muita água e demorei um pouco a andar, porque a sensação na pista era bem complicada. A moto andava muito e perdia alguns segundos em cada volta, mas depois consegui encontrar o caminho e ficar mais rápido. No final, nosso ritmo era melhor do que o do grupo da frente, mas as distâncias eram muito grandes. É bom somar alguns pontos e, no final, estou contente com a corrida e também por ter estabelecido a terceira volta mais rápida”.

 

Jorge Martinez (GASGAS Aspar Team Manager): “É um dia muito especial: a primeira vitória com GASGAS e por sermos uma equipe espanhola com uma marca espanhola e um piloto espanhol estamos ainda mais felizes! Demos um grande passo hoje e agora estamos em segundo lugar no campeonato, mesmo com uma longa temporada pela frente. Esta foi a 140ª vitória da equipe, então é ainda muito mais gratificante”.

 

Resultados – 2021 Campeonato Mundial de Moto3, 5ª rodada:

01- Sergio Garcia (GASGAS) 22 voltas; 
02- Filip Salac (Honda) +2,349, 
03- Riccardo Rossi (KTM) +5,589, 
14- Izan Guevara (GASGAS), +50,891
 
Classificação do campeonato – após a 5ª rodada:

01- Pedro Acosta (KTM) 103pts; 
02- Sergio Garcia (GASGAS) 49; 
03- Andrea Migno (Honda) 47; 
11- Izan Guevara (GASGAS) 26 

 

Crédito: GASGAS Press



Veja mais em Revista Pró

Leia Também

close