HomeTestes e Reviews de MotosHarley-Davidson adia lançamento de bigtrail para 2021

Harley-Davidson adia lançamento de bigtrail para 2021 [vídeo]

O cenário imposto pela pandemia do novo coronavírus segue impactando a economia global – inclusive o setor de motos, claro. Uma amostra disso chegou nesta semana, quando a Harley-Davidson informou que irá adiar o lançamento da Pan America para 2021. Inicialmente, a aguardada (e polêmica) bigtrail da marca seria lançada ainda em 2020.

A informação foi divulgada no site norteamericano da montadora e também engloba outro modelo, a naked Bronx. As duas motocicletas integram o plano “More Roads to Harley-Davidson”, anunciado em 2018, e foram estrelas em eventos como o EICMA (o Salão de Milão) de 2019. Na ocasião, a empresa informou que ambos os modelos estariam nas concessionárias até o fim de 2020, prazo que, agora, foi prorrogado.

A Harley-Davidson Pan America ainda nem chegou às lojas e já corre risco de extinção

A Harley-Davidson Pan America ainda nem chegou às lojas e já corre risco de extinção

Harley-Davidson apresenta novo plano e deixa bigtrail Pan America e novidades de lado

Além do mercadológico, outro fator pode ter influenciado no atraso do lançamento dos novos modelos: psicionamento de marca. Em março, houve uma importante mudança na diretoria da companhia quando o cargo de CEO passou de Mark Levatich para Jochen Zeitz, que assumiu o posto interinamente e acabou permanecendo.

Mark é um dos principais nomes por trás do More Roads e acreditava que a Harley precisa de produtos novos para um mercado em constante mudança, estar presente em novos segmentos. Desse modo, acabaram surgindo projetos elétricos (como a Liveware) e aventureiros (Pan America), por exemplo, tudo inédito na empresa de Milwaukee. Para ilustrar essa mudança de posicionamento, a apresentação da Bronx marcou a primeira vez que a marca falou em números de potência máxima – um tabu para ela.

Conservadorismo: para enfrentar a crise, Harley deve focar em mercados onde já está presente e bem representada

Conservadorismo: para enfrentar a crise, Harley deve focar em mercados onde já está presente e bem representada

Entretanto, Jochen joga em outro time. O alemão de 57 anos é um dos responsáveis pelo projeto Rewire, mostrado pela companhia no início de maio. Resumidamente, a iniciativa é mais conservadora. O plano propõe que a marca foque em nichos onde já tem atuação consolidada, reforçando a presença de modelos já tradicionais dentro de seu lineup e história. Assim, o Rewire surge como uma estratégia de defesa no delicado cenário econômico global imposto pela Covid-19.

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close