HomeMXGOHonda anuncia seu protótipo 2021 como modelo 2020 para o MXGP.

Honda anuncia seu protótipo 2021 como modelo 2020 para o MXGP.

Conheça a nova CRF450RW, o que provavelmente venha a se tornar o modelo 2021 das motos de linha da Honda, anunciada como o modelo 2020 para o Mundial de Motocross.

O Honda CRF450RW é a mais nova máquina máquina de trabalho desenvolvida pelos engenheiros da Equipe HRC e o poder técnico da Honda Racing Corporation e do departamento de P&D da Honda no Japão.

É uma obra-prima da eficiência e desempenho da engenharia, e depois de vencer o campeonato mundial de MXGP em sua moto de 2019, eles têm trabalhado duro para criar esta versão completamente nova e aprimorada para a temporada 2020, que será pilotada pelo atual campeão Tim Gajser e o companheiro de equipe Mitch Evans.

É a mais recente evolução de uma linha de sucesso da moto vencedora do Campeonato Mundial 2016 até a moto de 2019 do ano passado, e agora esta versão mais recente criada desde o início para lidar com a multiplicidade de condições que um piloto de MXGP tem que lidar.

O desenvolvimento foi tão rápido quanto a moto de 2014, quando a HRC retornou ao MXGP com o um time de fábrica, e cinco vitórias em corridas se seguiram, quatro delas chegando no final da temporada.

Com um programa intensivo de desenvolvimento adicional durante o inverno, a moto de 2015 provou ser uma vencedora novamente e terminou em segundo e terceiro no mundial.

Em 2016, o plano de três anos da HRC foi realizado quando Tim Gajser levou seu CRF450RW para o título do MXGP naquele ano – o primeiro da Honda em 16 anos. No final da temporada de 2016, a novíssima CRF450RW 2017 também foi lançada, pilotada primeiro por Evgeny Bobryshev nas duas últimas rodadas da temporada e depois também por Gajser na SMX Riders ‘Cup, onde ele levou nova moto a sua primeira vitória.

Na temporada MXGP de 2017, Tim Gajser continuou o sucesso da nova máquina com oito baterias vencidas na temporada, incluindo vitórias gerais no Grande Prêmio na Argentina, México e Suécia, ele e seu companheiro de equipe Evgeny Bobryshev conquistaram nove pódios ao longo da temporada.

Dois anos depois, Gajser reescreveu os livros de recordes da Honda, vencendo sete baterias do MXGP consecutivas, a caminho de conquistar o título de 2019 com 202 pontos. Foi uma conquista fantástica e comprovou ainda mais a potência e o desempenho da Honda CRF450RW.

O modelo 2020 é o mais leve da sua classe, ela carrega essas características nos acabamentos de corrida de motocross, seguindo o espírito de centralização em massa da Honda, combinando leveza e manobrabilidade sem esforço com entrega de energia útil. Suas linhas e seu projeto apresentam aerodinâmica refinada e um baixo centro de gravidade para maior controle do ar.

As versões de fábrica do modelo 2020 são equipadas com pneus Pirelli, suspensão Showa, e várias peças de desempenho personalizadas, como parafusos de titânio para reduzir o peso, cabeçote e árvore de comando de fábrica, além de escapamentos personalizados US-Yoshimura.

Na categoria MX2 do Campeonato Mundial de Motocross da FIM, Gajser conquistou o primeiro de seus títulos consecutivos em 2015 pilotando uma CRF250RW, seguido pelo título na categoria MXGP pilotand uma CRF450RW em 2016, cravando um marco no motocross para Honda e HRC.

Mathys Boisrame também pilotou uma Honda CRF250RW para a vitória no campeonato EMX250 de 2018, colecionando inúmeras vitórias, no que foi um campeonato de grande sucesso para o piloto francês que agora segue para a classe MX2 em 2019.

No rali Dakar, a nova Honda CRF450 RALLY oferece performances notáveis ​​desde 2014 e conquistou vitórias naquele palco, liderando o infame evento de 2016, 2017, 2018 e 2019, antes de finalmente ter sucesso em sua missão quando Ricky Brabec venceu o Dakar 2020 nas areias da Arábia Saudita.

No Campeonato Mundial de Enduro, a campanha das motos vermelhas baseiam-se em sucessos do passado, como o título de Alex Salvini no Campeonato do Mundo de 2013 a bordo de sua CRF450R, a coroa do Campeonato Mundial de EJ de Giacomo Redondi em 2016, além de um ​​segundo lugar de Davide Soreca no Campeonato Mundial de EJ em 2017.

 

Especificações da máquina

  • Motor Uni-cam de 4 tempos e 4 válvulas de refrigeração líquida
  • Deslocamento 449cc
  • Diâmetro x Curso 96,0 x 62,1
  • Informações restritas à potência máxima
  • Transmissão de 5 velocidades
  • Injeção de combustível do sistema de combustível
  • Ignição de Fábrica Honda
  • Filtro de ar e escape US Yoshimura / Twin Air
  • Velas de ignição NGK
  • Embreagem Hinson
  • Transmissão final (corrente) D.I.D 520
  • Suspensão de Fábrica Showa
  • Rodas e pneus D.I.D Dirt Star / Pirelli
  • Freios de Fábrica Nissin
  • Informações restritas sobre a capacidade de combustível

 

Galeria da nova CRF 450RW

Veja mais em MXGO

Leia Também

close