HomeRevista PróHonda apresenta iniciativas para a utilização do Honda Mobile Power Pack

Honda apresenta iniciativas para a utilização do Honda Mobile Power Pack

A Honda Motor Co. apresentou as opções de utilização do Honda Mobile Power Pack (MPP), sistema de baterias portáteis e intercambiáveis da marca, além de iniciativas para a utilização ampliada de energia renovável.

Iniciativas para a expansão da utilização de energia renovável, em busca da neutralidade de carbono

• Atingir um equilíbrio adequado entre demanda e fornecimento de eletricidade ao instalar uma função de armazenamento por meio do MPP e outros dispositivos.
• Melhor usabilidade da energia renovável, ao abordar a questão central desse tipo de energia, que é sua sensibilidade às condições naturais, reduzindo a carga na rede elétrica (com o uso da função armazenamento).
• Considerar a possibilidade de fornecer eletricidade armazenada no MPP para a rede elétrica em caso de falta de energia.

A Honda está se esforçando para atingir a neutralidade de carbono em seus produtos e nas atividades corporativas em que a empresa está envolvida, até 2050. Entre as iniciativas para concretizar esse objetivo, a empresa desenvolveu o conceito de “Honda eMaaS” (Eletric Mobility as a Service, em português, mobilidade elétrica como um serviço), no qual irá contribuir para a “liberdade da mobilidade” e “expansão no uso de energia renovável” conectando produtos elétricos de mobilidade e serviço de energia.

Com base neste conceito, a Honda expandirá o uso de energia renovável, ampliando a gama de produtos eletrificados – motocicletas e automóveis – além da maior utilização do MPP e, também, permitindo operações de energia inteligente conectadas à infraestrutura.

Um dos desafios no uso de renováveis como fonte de energia é que a quantidade de eletricidade gerada não pode ser adaptada à demanda real, porque o volume pode variar dependendo das condições naturais, como clima e momento do dia. Quando a quantidade de geração de energia é menor em comparação à demanda, há o risco de quedas de energia. Na situação contrária, em que a geração de energia é muito grande, há o risco de interrupções de energia para evitar o excesso na rede, o que pode resultar em eliminação do excesso de eletricidade.

Para resolver essas questões e expandir o uso de energia renovável, é importante estabelecer um função de armazenamento, que ajudará a alcançar um equilíbrio adequado no fornecimento e demanda de eletricidade. Essa função representa a capacidade de ajustar a quantidade vinda da fonte de alimentação por meio do armazenamento temporário da eletricidade excedente usando o MPP ou outros dispositivos.

Com o uso expandido do MPP, será mais fácil usar a energia renovável, que é uma fonte sensível a condições naturais. Por exemplo, quando uma quantidade excessiva de eletricidade é gerada durante o dia, por meio da energia solar, o MPP servirá como um armazenamento de tal excedente.

Em seguida, durante o final da tarde, quando o fornecimento de eletricidade fica aquém da demanda, a eletricidade armazenada no MPP durante o dia pode ser usada para atingir o pico de carga (ou “cortes de pico”, que reduz e suaviza picos de carga) para reduzir o carregamento da rede elétrica.

Além disso, no futuro, a Honda considera a possibilidade de fornecer a eletricidade armazenada no MPP para a rede elétrica, em caso de falta de energia, conectando o Honda Mobile Power Pack Exchanger e: na rede elétrica. O Honda Mobile Power Pack Exchanger e: é um estação de troca de bateria, atualmente em desenvolvimento, que pode carregar vários MPPs simultaneamente.

Expansão do uso de MPP para o futuro

• Considerando que o reaproveitamento do MPP se torna inadequado para o uso de produtos de mobilidade devido à degradação.
• Expandir o uso do MPP para além das fronteiras das indústrias, ao mesmo tempo que avança em direção à padronização.

Avançando em direção à concretização da neutralidade do carbono, a Honda está se esforçando para expandir o escopo de uso de MPP para um amplo leque de produtos. Ao mesmo tempo, a Honda está trabalhando em planos para reaproveitamento do MPP, quando ele se torna inadequado para o uso em produtos de mobilidade devido a uma capacidade reduzida da bateria como resultado da degradação, incluindo o uso como um bateria de armazenamento para uso doméstico e como fonte de energia para outros produtos.

Além disso, várias empresas estão atualmente considerando o desenvolvimento de produtos que usarão o MPP como fonte de alimentação. Para acelerar esse desenvolvimento e expandir o uso do MPP, a Honda tem trabalhado para o estabelecimento de padrões, dentro da indústria, para baterias portáteis e intercambiáveis.

Antecedentes para o desenvolvimento do MPP

Como uma empresa que fornece aos clientes de todo o mundo uma ampla gama de produtos nas áreas de motocicletas, automóveis e produtos de força, a Honda enxerga sua importante responsabilidade em expandir o uso de energia limpa para a mobilidade e a vida cotidiana das pessoas. Um dos conceitos originados de tal reconhecimento foi o desafio do uso compartilhado de sistemas de baterias portáteis e intercambiáveis. Como uma empresa que fornece aos clientes de todo o mundo uma ampla gama de produtos nas áreas de motocicletas, automóveis e produtos de força, a Honda enxerga sua importante responsabilidade em expandir o uso de energia limpa para a mobilidade e a vida cotidiana das pessoas. Um dos conceitos originados de tal reconhecimento foi o desafio do uso compartilhado de sistemas de baterias portáteis e intercambiáveis.

A Honda desenvolveu o MPP para permitir que as pessoas usem a eletricidade vinda da energia renovável de forma conveniente, em qualquer momento e em qualquer lugar, para sua mobilidade e vida diária, armazenando uma pequena parte dessa eletricidade em uma bateria portátil e intercambiável. Além disso, o MPP permite que as pessoas armazenem e gerenciem eletricidade, conectem-se a outras pessoas e mutuamente acomodem as necessidades de eletricidade em uma pequena unidade, como produtos de mobilidade e residências.

Com o objetivo de concretizar essa sociedade resiliente (flexível), a Honda introduziu o MPP em 2017. Sua utilização teve início com a aplicação a uma motocicleta elétrica Honda, modelo que foi colocado à venda em 2018. O novo GYRO CANOPY e:, uma scooter elétrica de três rodas, apresenta o Honda Mobile Power Pack e: (MPP e :), os novos sistemas de MPP com capacidade de bateria aumentada.



Veja mais em Revista Pró

Leia Também

close