Honda quer fabricar mais de 1 milhão de motos em 2022

0
53

Apesar de todas as dificuldades impostas pela pandemia em 2021, o ano foi de crescimento para o setor de motos. E também para a Honda Motos, claro, principal player do mercado com mais de 76% de participação. E ela quer seguir subindo.

Se no último calendário o número de motos da marca emplacadas cresceu 24% e de unidades produzidas subiu 23%, a meta para 2022 é um pouco mais modesta. Segundo a empresa, a expectativa para o ano vigente é de 10% de crescimento. Ou seja, fabricar cerca de 1.026.000 motocicletas.

motos honda elite 125

Puxado pelo ótimo desempenho de vendas de produtos como o Elite 125, a Honda fechou o ano passado com crescimento acima dos 23%. Meta para 2022 é produzir mais de 1 milhão de motos

 

Honda quer produzir 1 milhão de motos

Atenção aos números. Em 2021 a Honda emplacou 882 mil motos no Brasil, ante 711 mil do ano anterior – consolidando os 24% de expansão. Já na produção foram 933 mil motocicletas, número maior até que as 909 mil de 2019, último ano pré-pandemia. Aliás, em 2019 a marca emplacou 853 mil motos.

Fábrica da Honda em Manaus é a maior da marca fora do Japão. É de lá que saem seus produtos ao mercado nacional, assim como muitos voltados apenas ao exterior

Ciente das ‘incertezas do cenário econômico e da evolução da pandemia’ a meta para 2022 é menor, dos já citados 10% de ampliação. Isto porque ‘a empresa segue acreditando na relevância da motocicleta para o Brasil e na visão de longo prazo do mercado nacional’, de acordo com a própria companhia.

Veja também:

 

Por trás do sucesso: scooter e alta cilindrada

A Honda Motos credita a muitos fatores seus bons números de 2021. Entre eles, pelo bom desempenho de seus scooter, que representam a marca no segmento que mais cresce no setor. Segundo a empresa, a marca possui ‘cerca de 60% do segmento, graças a um line up diversificado, que atende aos diversos perfis de clientes’.

Honda diz ter 60% do segmento scooter no Brasil. Desempenho é possível graças aos bons resultados de produtos como o PCX, líder do nicho

Também de acordo com os números da Honda Motos o nicho saltou 39% no ano passado e o Elite 125 viu suas vendas crescerem 55%. Assim, o modelo encerrou o ano com 21.797 unidades emplacadas, na segunda posição entre os automáticos. O primeiro lugar é de outro Honda, o PCX, com 28.135 emplacamentos.

honda motos elite 125 2022 preto

Elite 125 foi uma surpresa de 2021, emplacando mais de 21 mil unidades e subindo ao segundo lugar entre os automáticos

Outro avanço foi na alta cilindrada, onde a empresa afirma ter crescido 18% no ano passado. A expansão foi calçada em lançamentos importantes por aqui, como a vinda das CBR 1000RR-R Fireblade e CRF 1100L Africa Twin, modelos já consolidados no exterior.

Marca também trouxe importantes modelos da alta cilindrada ao país em 2021, como a Africa Twin 1100 e a CBR 1000RR-R Fireblade

E também teve a CG, claro. Somando todas suas versões, a moto mais vendida do país registrou 314 mil emplacamentos, significando 35% do total de vendas da Honda em 2021. O calendário ainda celebrou os 45 anos do modelo, que teve seu visual renovado – tal qual a Bros 160, outro sucesso que emplacou 128 mil motos.

motos honda cg 160 2022

Em 2021 a CG celebrou 45 anos, ganhou novo visual e emplacou mais de 314 mil unidades. De cada 10 motos vendidas no Brasil, 7 são CG

 

Lançamentos da Honda Motos em 2022

A Honda Motos diz estar atenta à importância de fazer lançamentos relevantes no mercado para manter sua posição de liderança. Por isso, já confirmou que trará três modelos ao Brasil em 2022: as novas gerações das CB 1000R, X-ADV e NC 750X – que terá opção por câmbio automatizado de dupla embreagem DCT pela primeira vez.

honda motos nc 750x 2022 dct

Com 2 mil emplacamentos em 2021, Honda NC 750X sempre teve bons números por aqui. Chegada da nova geração (foto), e com DCT, deve gerar desempenho ainda melhor

Mas se espera mais. A marca fala ainda em ‘apresentar diversas novidades’ ao longo do ano. Outro modelo que deve desembarcar por aqui em breve é o Forza 350, scooter aguardado desde o calendário passado. O caminho para sua chegada já foi aberto pela aposentadoria do SH 300, evitando brigas internas. Quem sabe ela aproveite a vinda do Forza e o sucesso do ADV 150 e aproveite para oferecer o ADV 350 por aqui também. Vamos aguardar.

Aguardado desde o ano passado, Forza deve chegar por aqui em breve. Quem sabe também facilite a vinda do irmão aventureiro ADV 350 ao nosso mercado

Veja mais em Motonline.com.br