in

Luís Oliveira, CN Enduro, Góis: “O resultado não foi o que esperava”

Luís Oliveira mostrou em Góis que em breve voltará a estar na luta por vitórias no campeonato nacional de Enduro.

Se no comando rodou sempre o francês Christophe Nambotin, a verdade é que a luta pelo 2.º posto envolveu o piloto da KTM e Diogo Ventura.

Oliveira entrou bem na prova e venceu as primeiras especiais mas um simples erro na Extreme Test 2 deitou a perder as suas aspirações ao degrau intermédio do pódio.

No final, Luís comentou: “Tenho trabalhado bastante para ser mais consistente e a realidade é que comecei bastante bem. O resultado acabou por não ser o que estava à espera, pois ao longo da prova fui sentindo que podia ser hoje. Senti-me muito bem com a mota, mas acabei por vacilar naquela passagem pela extreme. O trabalho continua e o foco é chegar a um bom momento de forma tão breve quanto possível.

3.º em Elite 2 e 4.º no Absoluto, o piloto de Sintra não deixou de enviar uma mensagem aos familiares do falecido Fernando Pinhel: “Aproveito para deixar aqui um abraço especial a toda a família e amigos do Pinhel, pois sem dúvida que é uma pessoa que vai deixar saudades no paddock”.

:.

(Foto: Aifa_Jorge Cunha)



Veja mais em MOTORSPORTS.PT

O que você acha?

Ricardo Wilson, CN Enduro, Góis: “Bastante satisfeito com o resultado”

CM Hard Enduro: Extreme XL Lagares abre temporada este fim-de-semana