HomeShow RadicalMarcello Leodorico #44 muda de moto no Brasil e conta seus planos...

Marcello Leodorico #44 muda de moto no Brasil e conta seus planos para 2022

Depois de uma temporada delicada nos EUA em 2021, o jovem goiano Marcello Leodorico retornou ao Brasil e decidiu disputar o Campeonato Brasileiro de Motocross 2021, sua equipe até então nos EUA, a BarX Suzuki lhe enviou um exemplar da RMZ 250cc 2021 para o piloto competir por aqui. O contrato se encerrou a pouco nos EUA e Marcello está junto de sua família estudando as possibilidades para a temporada 2022, lembrando que o piloto já tem proposta para correr no Brasil em equipe de fábrica, porém os detalhes dos seus planos pessoais, da carreira internacional e das propostas brasileiras ainda não se encaixaram por completo.

Por isso o site   está batendo esse papo com esse talento nato do esporte para trazermos o máximo de informações para os fãs de Leodorico, saiba um pouco mais a seguir!

De volta ao Brasil, e com contrato ativo até outubro de 2021 com a Suzuki BarX, Leodorico fez as primeiras rodadas do BRMX de RMZ, a partir de agora o piloto vai de Yamaha!

SR: Fala Marcello, muito massa te ver de volta ao Brasil depois de termos passado algumas semanas juntos na Califórnia esse ano, as vésperas da sua participação no Loretta Lynns 2021, vi de perto como foi delicado para você estar lá sem sua família junto, mecânico, pai, etc. Essa situação como um todo acabou de prejudicando um pouco na preparação e consecutivamente no resultado?

ML: Sim, tive um pouco de receio por não ter minha família por perto, isso me afetou bastante eles sempre estiveram comigo lá e esse ano por conta da pandemia tudo teve que ser diferente e realmente isso me abalou e prejudicou em vários sentidos. Também estava com mecânico e as nossas ideias as vezes não batiam enfim pro piloto se sair bem além dele estar nos seus 100% em tudo, tudo tem que estar como ele gosta, as coisas não foram como eu planejei. Mais foi uma experiência muito importante pra minha carreira e serviu de aprendizagem para a próxima!

Foto clicada pelo nosso repórter fotográfico Tiago Lopes esse ano em Cahuilla Creek na Califórnia num dia de treino do “Goianinho” por lá, muito estilo e técnica!

SR: Voltando para o Brasil o que você achou do que encontrou nas corridas do Brasileiro de MX, você esperava mais ou menos dos pilotos e do campeonato, como foi isso pra você?

ML: Foi tudo bem em cima da hora cheguei até a pensar que não andaria no BRMX, mas sim eu já esperava um alto nível aqui no Brasil, os pilotos aqui estão andando muito bem. Contudo, não tive muito tempo para me preparar para essas três primeiras etapas, mais agora estou treinando bastante para fazer o meu melhor na semana que vem.

SR: E em termos de moto, sabemos que você trouxe uma RMZ 250cc 0km dos EUA para seguir vestindo a camisa do seu antigo time dos EUA aqui, mas já foi visto em outras motos você mesmo já relatou que não tem como treinar e correr na mesma moto devido ao alto desgaste e por último agora você está de Yamaha, qual seu plano para as etapas finais do BRMX e para 2022 levando em conta Brasil e EUA?

ML: Ano que vem eu volto para os EUA mais ainda não posso dar certeza do que vai acontecer, por que ainda não tem nada certo pra mim (risos), mas dando certo quero voltar pra lá correr o Loretta mais esse ano e subir para o “Pro” no ano seguinte, meu contrato com o time do Loretta Lynns desse ano está encerrado porém preciso ir para os EUA para definir como vai ficar tudo por lá e por aqui também estamos em negociação, a ideia é acertar algo aqui e lá, ficar nos EUA e vir disputar as etapas daqui.

SR: E por falar na sua equipe nos EUA, sabemos que o contrato já se encerrou e que está em conversa lá fora com algumas possibilidades já tem algo em vista ou que possa adiantar para os seus fãs Brasileiros?

ML: Não sei dizer nada ainda do que vai acontecer em 2022, não tem nada decidido. Prefiro esperar e contar realmente o que for certo mais para frente, meu foco agora é terminar o Brasileiro de MX bem e em seguida voltar para os EUA para me preparar para os compromissos de lá independente de marca de moto ou equipe e para os meus fãs agradecer sempre e mandar um abraço.

Já com a sua nova YZ 250F no Brasiil para participar do projeto bLU cRU da Yamaha Racing Brasil.

SR: E no Brasil, alguma proposta já está pré acertada para o ano que vem, nesse ano vai mesmo na Yamaha, na ocasião será pelo projeto bLU cRU?

ML: Tem algumas propostas rolando sim, mas como falei acima tudo precisa se encaixar, quero muito defender um time no Brasil, mas não vou abandonar minha carreira internacional, na verdade estou cada dia mais focado nela, estou trabalhando aqui com o pensamento nos EUA, mais nada acertado ainda. E sim vou correr as próximas etapas do Brasileiro de Yamaha YZ 250F pelo projeto bLU cRU enquanto nada é definido ainda por aqui!

SR: Nesse momento vimos que está no sul treinando e se preparando para a rodada dupla de Atibaia, como você está se sentindo, tá melhor que nas etapas anteriores?

ML: Estou bem melhor por que agora realmente estou me preparando, nas outras não me preparei direito, agora estou perto da minha família e treinando bastante. E na próxima etapa vai ser oito ou oitenta, ou vai ou racha!

SR: E em relação a moto gostou da Yamaha e já está bem acertada para enfrentar as duas categorias que disputa no Brasileiro de MX?

ML: Estou pegando o jeito por que ela é bem diferente da Suzuki, não é igual o que eu estava acostumado a Yamaha é uma moto que tem mais potência e força. Estou treinando bastante e me preparando para Atibaia quero fazer bem feito lá!

Estilo cowboy Americano, Leodorico #44 é só alegria e alto astral por onde passa!

SR: Quais suas expectativas para a temporada 2021 no Brasil e para o ano que vem aqui dentro e fora do país, quais seus planos?

ML: Expectativa para 2021 é continuar treinando bastante me preparar para ser o campeão Brasileiro, e para 2022 quero voltar para EUA como já disse acima, com sangue nos olhos e fazer o que eu realmente sei, ser o Marcello Leodorico de verdade!

SR: Pra finalizar deixe aquele abraço pra galera que te acompanha e torce por você e esperamos no próximo ano estarmos juntos nos EUA novamente representando o nosso país e a torcida verde e amarela!

ML: Galera um abraço pra todo mundo que torce por mim, quero agradecer todo apoio, obrigada pela torcida!

Uma curvinha suave do piloto na pista de Lake Elsinore na Califórnia treinando com os principais pilotos do cenário norte americano. Foto: Tiago Lopes

Sigam Marcello Leodorico #44 nas redes sociais, o futuro do Brasil no MX internacional
@mleodorico44

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site   👇⚡! 

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca



Veja mais em  

Leia Também

close