HomeTestes e Reviews de MotosMoto elétrica: a esportiva que quebra a barreira dos 299 km/h

Moto elétrica: a esportiva que quebra a barreira dos 299 km/h

Isso mesmo que você leu. Vamos falar sobre uma moto elétrica superesportiva que consegue atingir a velocidade máxima de 320 km/h, fazendo dela uma das motos elétricas mais rápidas do mundo. O nome do modelo que consegue esse feito incrível é Hypersport.

A marca responsável é a Damon Motorcycles, uma canadense fundada em 2016 que tem como slogan ‘o futuro do motociclismo está aqui’. A empresa conseguiu sair do conceito e ir diretamente para a produção com planos para chegar ao mercado no próximo ano. 

Jay Giraud, fundador e CEO da Damon, demonstra otimismo quanto ao vasto mercado das motos elétricas. “Acreditamos que precisamos entregar motocicletas significativamente mais seguras e, ao mesmo tempo, acelerar um futuro de energia limpa”, disse em nota divulgada.

Moto elétrica esportiva

A máquina elétrica pode ser tranquilamente comparada com a Ducati Panigale V4

De acordo com a Damon, a moto elétrica esportiva consegue chegar a 100 km/h em menos de três segundos. Além disso, o top speed desta elétrica é de 320 km/h reais. Esse resultado só é possível através do motor elétrico de 1.000 cm³  que entrega ao piloto 203 cv e generosos 20,3 de torque máximo. Desempenho digno de uma Ducati Panigale V4.

Sua ergonomia não deixa a desejar

Assim, para dar conta de toda essa potência, a marca canadense decidiu deixar o motor com refrigeração a líquido. Por ser uma moto elétrica com essa velocidade máxima assustadora, você deve estar se perguntando sobre a sua autonomia. A ficha técnica diz que a bateria tem capacidade de 20 wh fazendo com que a moto consiga rodar 320 km com velocidade mais elevada e 480 km em uso mais lento na cidade.

moto elétrica

Toda a sua iluminação é em LED

Dessa forma, outro ponto interessante é que o modelo possui um sistema de carregamento otimizado que chega a 80% da carga em apenas 45 minutos e uma carga tradicional completa é feita em 3 horas. O que torna o modelo bastante viável para motociclistas que curtem viajar, pois uma parada para refeição já é possível praticamente completar a carga da moto.

Veja também:

Tecnologia marca presença na super moto

O sistema CoPilot consegue identificar possíveis perigos para o piloto

Assim como as motos do segmento touring, a HyperSport Premier vem equipada com a tecnologia CoPilot. Como o nome já diz, esse sistema auxilia o piloto através de câmeras de alta resolução, radar e sensores que monitoram os 360 graus da moto. 

Além de potente, é uma moto de design agradável

Caso seja detectado algum perigo, o piloto é alertado por pequenas vibrações nas manoplas, além de piscar luzes de LED na parte de trás em risco de colisão traseira. 

 

Preço da moto elétrica esportiva

moto elétrica

Dessa forma, a superesportiva estará disponível em duas versões com potência igual

A princípio, a Damon está com a pré-venda da superesportiva elétrica. Assim, um total de 25 unidades estará disponível neste primeiro momento com o nome de “Hypersport Premier” e cada unidade custa 40 mil dólares, pouco mais de R$ 220 mil em conversão direta. Enquanto isso, a versão HS, que possui a mesma potência mas com mudança de componentes e tecnologias, está por 25 mil dólares (R$ 138.607).

A Damon Motorcycle tem sua fábrica localizada no Canadá

Por fim, a marca já garantiu sua expansão para bem pertinho do Brasil. A Damon anunciou que vem para a América Latina por meio de uma parceria com a colombiana Auteco Mobility.

O objetivo dessa parceria é desenvolver, fabricar e distribuir motos elétricas como a HyperSport na Colômbia e testar o mercado das elétricas premium nessa parte do continente latino-americano. 

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close