HomeTestes e Reviews de MotosMotos a diesel: conheça as Royal Enfield e Kawasaki

Motos a diesel: conheça as Royal Enfield e Kawasaki

Já imaginou motores a diesel de marcas como Royal Enfield e Kawasaki? Pois é, as duas grandes fabricantes já produziram suas próprias motos a diesel e vamos apresentá-las a seguir.

Antes de tudo, vamos explicar o porquê dos motores a diesel se popularizarem em motocicletas, de forma que não chegaram a desembarcar em solo brasileiro. Dessa forma, podem até oferecer um bom torque em baixas rotações, mas alguns fatores foram pontos decisivos para os extinguirem das montadoras de motocicletas.

motos a diesel - royal enfield economica

As motos a diesel nunca vieram ao Brasil, mas resultaram em interessantes projetos no exterior. Um exemplo é esta Royal Enfield, que rodava até 90 km com um único litro – mas não podia ter pressa

 

Motos a diesel

diesel

O motor movido a diesel é inviável para as montadoras

Apesar do ponto positivo com relação ao ganho de torque, a relação peso-potência inferior ‘pesou’ na hora dos resultados das fabricantes. Isso quer dizer que para um motor a diesel eficiente, seria necessário um veículo mais pesado.

Dessa forma, o tipo de propulsor não tornou-se viável em motos, tendo em vista que são sveículo leves. Assim, para ser uma opção, seria possível apenas adotar em motocicletas maiores e mais caras, já que acomodaria melhor um motor pesado.

 

Moto a diesel: Royal Enfield

diesel

A Taurus chegou na Índia em 1993

A Royal Enfield implementou uma moto a diesel na Índia para surfar na onda da alta dos outros combustíveis. E deu certo! Foi com essa premissa que em 1993 a marca lançou a Taurus, de 325 cc.

A Taurus era lenta e econômica

O modelo, também conhecido como Bullet Diesel, foi produzido especificamente para o mercado local. Assim, a Taurus conseguia fazer incríveis 90 km apenas um litro! No entanto, sem fazer juz ao nome, a Taurus estava mais para dócil pônei com seus 6,5 cv de potência, que conseguia atingia velocidade máxima de apenas 65 km/h.

A moto atendia as necessidades dos indianos, mas era muito poluente

Ao fim, a Índia parou de comercializar o modelo porque foram implementadas normas de emissão mais rígidas. Isso fez com que  a história da Taurus no país chegasse ao fim. 

Veja também:

 

Kawasaki movida a diesel 

O modelo da Kawasaki recebeu modificações para operar com diesel

A Organização do Tratado da América do Norte (OTAN) causou uma reviravolta na Kawasaki KLR650. O modelo precisou ser mexido para o uso militar pela Hayes Diversified Technologies (HDT) de Hesperia, na Califórnia.

De acordo com a OTAN, todos os seus veículos precisam estar preparados para funcionar com diesel ou biodiesel e até mesmo com combustível de aviação JP8 ou querosene. Aí não teve jeito, tiveram de adaptar a trail.

 

Trail da Kawasaki funciona até com combustível de avião

Essa medida foi tomada para facilitar o uso de combustível na guerra, padronizando o diesel como padrão nas motocicletas militares dos EUA – tal qual ele já era em outros veículos.

Assim nasceu uma uma moto casca dura! A Hayes Diversified Technologies (HDT) usou a Kawasaki KLR650 resfriada a água como base para suas alterações. Desse modo, o modelo chamado HDT M1030-M1 surgiu com transmissão de cinco velocidades, 584 cilindradas e 30 cv

Os Estados Unidos encomendaram 41 mil unidades em 2004. Para comprar cada unidade do modelo mexido, os EUA desembolsou míseros 187 dólares, o equivalente hoje a um pouco mais de mil reais.

 

Motos a diesel são proibidas no Brasil

diesel

No entanto, as normas não permitem esse tipo de veículo no Brasil

Por aqui nunca tivemos motos a diesel. Isto porque o país proíbe o uso de motores a diesel em veículos de pequeno porte desde 1976, atingindo em cheio a possibilidade de trazer uma moto movida a esse combustível.

A proibição foi criada na época da crise internacional do petróleo, um divisor de água dos anos 1970. Por isso, a importação de combustíveis impactavam significativamente a balança comercial brasileira.

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close