Motos Flex 2022: a mais barata e outras 5 boas opções

0
47

Por uma série de motivos políticos e econômicos, o Brasil é a terra do etanol. E dos veículos flex, também. Foi aqui que surgiu a primeira moto bicombustível do mundo, a Honda CG 150 Mix, em 2009. Mas em 2022, quais sãos as motos flex que temos à venda?

Esta questão ganhou mais força nas últimas semanas, quando o preço da gasolina disparou e muitas pessoas passaram a se perguntar se vale a pena abastecer a moto com etanol – aprenda a fazer o cálculo aqui. A boa notícia é que temos muitas motos bicombustíveis à disposição.

motos flex - yamaha tem a mais barata

A Factor 125i é a mais barata das motos flex à venda em 2022. Nas concessionárias custa pouco mais de R$ 13 mil

 

Motos flex no Brasil em 2022

Motos flex são aquelas que podem ser abastecidas tanto com gasolina quanto com etanol, logo, também chamadas de bicombustíveis. Inclusive, podem ter os dois combustíveis no tanque ao mesmo tempo, em qualquer proporção, que a injeção eletrônica fará a leitura de qual está sendo utilizado naquele momento.

motos flex 250

Atualmente, apenas Honda e Yamaha oferecem motos bicombustíveis no Brasil. A CB Twister é uma das opções para quem procura uma 250

Naturalmente, o sistema ganha nomes distintos. A Honda chama o seu sistema de FlexOne, enquanto a Yamaha batizou o próprio de BlueFlex. Na prática, têm funcionamento muito parecido.

 

Motos Flex 2022

Modelo Preço Fipe
1 Yamaha Factor 125 R$ 13.416
2 Honda Biz 125 R$ 15.112
3 Honda CG 160
4 Honda XRE 190 R$ 20.701
5 Yamaha Fazer 250 R$ 22.260
6 Honda XRE 300 R$ 26.660

 

Qual a moto flex mais barata do Brasil em 2022

Yamaha Factor 125i. Esta é a moto que você deve procurar se está em busca da mais barata bicombustível do país. Com preço sugerido de R$ 12.390, ela é encontrada nas lojas por um pouco mais, R$ 13.416, segundo a Tabela Fipe.

A Factor 125i tem visual espartano, mas ganha pontos pela economia. Na gasolina, pode chegar perto dos 50 km/litro

É uma daquelas motos baratas de comprar e de manter. Com mecânica simples e consagrada, compartilha componentes com vários modelos da marca. Seu consumo fica na casa dos 46 km por litro – com gasolina, número que deve ser levemente inferior no etanol.

Veja também:

 

Conheça as motos Flex Honda

A Honda é a fabricante com maior número de opções para quem busca uma moto flex. São 8 modelos! Se liga na lista: Biz 125, CG Cargo, CG Fan, CG Titan, Bros, XRE 190, CB 250F e XRE 300. Curiosamente, a CG Start, versão mais barata da linha, é alimentada apenas por gasolina.

xre 300 também são motos flex

Encontradas nas lojas por mais de R$ 27 mil, as XRE 300 Rally e Adventure são as motos flex mais caras à venda em 2022

A marca também possui a moto flex mais cara do país. É a XRE 300, que tem preço sugerido de R$ 22.450 (R$ 22.980 nas versões Rally ou Adventure) e sai por aproximadamente R$ 26.660 (e R$ 27.370) nas lojas, de acordo com a tabela Fipe.

 

Quais as motos bicombustível da Yamaha

A Yamaha também tem opções interessantes a quem busca uma moto flex. Assim, oferece as Factor 125i, Factor 150, Fazer 150, Fazer 250 e Lander 250. Aliás, foi ela quem fabricou a primeira média bicombustível, a Fazer 250, em 2012. Curiosamente, não há nenhum scooter flex à venda no país, seja Yamaha ou Honda.

Yamaha Fazer Blueflex: as motos bi-combustível aceitam qualquer proporção de álcool na gasolina

A Fazer Blueflex foi a primeira 250 bicombustível, apresentada em 2012

Veja mais em Motonline.com.br