HomeMotorsports.ptMXGP, Antonio Cairoli: "O meu objetivo vai ser sempre terminar no pódio"

MXGP, Antonio Cairoli: “O meu objetivo vai ser sempre terminar no pódio”

Depois dos dois Grandes Prémios que abriram o Campeonato do Mundo de Motocross 2020, Antonio Cairoli encontra-se na terceira posição da geral. Apesar da lesão no joelho e da época perdida no ano passado, o piloto italiano parece estar a recuperar bem.

Cairoli encontrou várias dificuldades no Grande Prémio da Holanda e ficou satisfeito com o resultado obtido. “Foi uma corrida muito, muito difícil. Estou feliz por ter sido quarto. O meu objetivo nestas primeiras corridas era terminar nos cinco primeiros. Eu sei que ainda não tenho velocidade ou condição física para lutar com os pilotos da frente e agora este problema com o joelho torna a coisas ainda piores, especialmente numa pista como a de Valkenswaard, que é péssima para os joelhos. Eu estava muito assustado por causa disso e não tive confiança durante todo o fim-de-semana, devido ao medo de magoar mais o joelho. Dito isto, o quarto lugar foi o melhor que pude fazer”, explicou Antonio Cairoli.

O piloto da Red Bull KTM está a tentar evitar ao máximo piorar as lesões, até porque, como já é sabido, na passada temporada, o problema no ombro impediu-o de competir durante largos meses.”Estou apenas a tentar manter-me na melhor condição possível e não torcer o joelho novamente e estou feliz porque está a tem melhorado bastante. Não quero voltar a magoá-lo. O ombro está bastante bem. De resto, é mesmo uma questão de tempo até que eu possa ganhar força na minha perna e não ter mais dor nem nenhum movimento estranho do joelho”, disse o piloto italiano que espera estar a 100% o mais rapidamente possível.

Apesar da lesão e de não estar a alcançar os resultados aos quais nos habituou, Antonio Cairoli explica que, neste momento, não se sente pressionado para vencer todas as corridas. “Nos últimos anos temos aprendido que vencer todas as corridas não é o mais importante. Estar lá, isso sim, é o que mais importa. Se conseguir manter as coisas sob controlo e não perder muitos pontos em nenhuma das corridas conseguirei terminar com um bom resultado. Como disse, neste momento não consigo lutar com o Jeffrey Herlings e o Tim Gajser porque estão muito mais rápidos do que eu. O meu objetivo é terminar sempre entre os cinco primeiros e ir construindo o meu percurso a partir daí”.

O piloto italiano diz que não precisa de vencer todas as corridas mas, devido ao seu palmarés, é óbvio, que a fasquia está sempre alta. É por isso mesmo que, lá no fundo, o objetivo de Cairoli é sempre a vitória. “Espero poder lutar com eles o mais rápido possível, porque o meu objetivo vai ser sempre estar na frente e terminar no pódio. No final, vamos ver. Eu não tenho muita pressão este ano. O meu objetivo é tentar estar de volta como estava no início do ano passado e regressar às vitórias”, afirma Antonio Cairoli.

No entanto, como se sabe, o destino das competições desportivas permanece incerto e o caso do MXGP não é diferente. “É um desastre em Itália e também não sei o que vai acontecer com o campeonato. Acho que as coisas estão descontroladas mas parece que nem todos estão a levar isso a sério. Como está a acontecer com outros desportos motorizados, várias provas foram adiadas ou canceladas e esperemos poder terminar o campeonato mais tarde. É uma situação muito complicada”, afirmou o italiano.

_

Foto: Facebook Antonio Cairoli



Veja mais em MOTORSPORTS.PT

Leia Também

close