HomeMotorsports.ptMXGP, França, 1ª manga: Febvre resiste a Herlings para vencer

MXGP, França, 1ª manga: Febvre resiste a Herlings para vencer

Romain Febvre conseguiu uma vitória brilhante diante dos seus fãs. Supreendeu Jeffrey Herlings e ganhou rapidamente uma vantagem de cerca de quatro segundos que nas últimas diminuiram para menos de 1 segundo, mas o francês soube resistir à pressão na última volta.

A primeira manga de MXGP em Lacapelle foi o reflexo da qualificação,
com Romain Febvre e Jeffrey Herlings a serem de novos os maiores protagonistas,
mas desta vez com o desfecho favorável ao piloto francês com o dorsal número 3.
 

O holeshot pertenceu a Herlings. Baixada o pórtico de
partida o holandês da KTM chegou na frente à primeira curva, com Jeremy Seewer
(Yamaha), Febvre (Kawasaki), Paul Jonass 
(GasGas) e Van Horebeek (Beta) nas posições seguintes.

Ainda antes de se completar a primeira volta Febre subiu a
segundo e procurou desde logo não deixar escapar Herlings. Tony Cairoli vinha
em sexto e o líder do mundial Tim Gajser mais atrasado, no nono posto da
classificação.  

Não demorou que Febvre fosse ao assalto do primeiro lugar,
tentando desalojar dessa posição Herling e com o público a vibrar com o ataque
do francês campeão do mundo de 2015.

Com 15 minutos mais 2 voltas para percorrer, Romain Febvre
já liderava a prova e aos poucos ia ganhando uma vantagem sobre Herlings que na
entrada para os últimos 7 minutos já se cifrava em cerca de 5s – uma diferença
que se iria revelar preciosa para as últimas voltas da corrida de MXGP. Atrás
dos dois pretendentes ao triunfo mas distantes vinham Seewer, Jonass e Cairoli.
 

Nas derradeira duas voltas Herlings puxava ao máximo do
acelerador da sua moto, reduzia o tempo para 4 segundos e pouco depois estava
na sombra de Febvre. Contudo, desta vez e ao contrário de outras ocasiões o
francês estava firme como nunca, resistia à pressão sem cometer erros e lavria
a Kawasaki ao triunfo deixando os gauleses em delírio!

Maior azar teve Jeremy Van Horebeek que caiu perto do final
quando ocupava um bom sexto lugar. Atrás dos dois primeiros vinha o suiço Seewer,
terceiro no final , na frente de Jonass, Cairoli e Gajser.

Jorge Prado, ainda a recuperar da lesão na axila, partiu mal na corrida e desde o final do pelotão conseguiu recuperou até à 16ª posição.



Veja mais em MOTORSPORTS.PT

Leia Também

close