HomeMotorsports.ptMXGP, República Checa: Prado e Cairoli fazem o 1-2 da KTM em...

MXGP, República Checa: Prado e Cairoli fazem o 1-2 da KTM em Loket

Temperaturas quentes, entremeadas com curtos aguaceiros de Verão, emolduraram o Grande Prémio da República Checa, numa pista que acolhe provas do mundial há mais de  um quarto de século. Com Jeffrey Herlings ainda fora de jogo, devido à sua lesão no ombro, Jorge Prado e Tony Cairoli dividiram vitórias em Loket. 

Depois de alcançar a pole nos treinos pela primeira vez esta temporada, Jorge Prado esteve espetacular na Corrida 1. O espanhol fez o holeshot e permaneceu livre de erros à frente de Tim Gajser para conseguir os seus primeiros ’25’ pontos de 2021. Na segunda corrida, Prado puxou pela sua KTM 450 SX-F para se aproximar do companheiro de equipa Tony Cairoli na primeira curva, mas o italiano esteve insuperável nas voltas iniciais.

Prado jogou um jogo cauteloso num terreno cada vez mais acidentado onde a tracção era difícil de julgar. Vagueou na 3ª posição e marcou o seu 35º sucesso global na carreira. Cairoli, que foi 6º na primeira moto, igualou o desempenho de Prado. No final, o saldo não podia ter sido mais positivo para a equipa Red Bull KTM, que ficou com ambas as vitórias na corrida e os dois primeiros lugares na tribuna do MXGP. Cairoli é o 2º no campeonato e está a apenas 11 pontos de Gajser. Prado está agora até ao 3º e apenas 6 pontos atrás de Cairoli.

Jorge Prado: “É óptimo estar de volta ao pódio. Também foi óptimo conseguir o holeshot na Corrida 1, mas tive mesmo de me concentrar nas minhas linhas para conseguir aquela primeira vitória. A pista estava realmente áspera na segunda corrida e muito desgastante, mas dei o máximo que pude, tentando conduzir o mais suave possível. Estou muito feliz por conseguir a minha primeira “geral” da época.”

Tony Cairoli: “Estou contente com o fim-de-semana. Loket é uma pista difícil. Se fazes um bom arranque é fácil chegares ao pódio, mas se não o fazes torna-se complicado  ultrapassar. Fiquei desiludido com a Corrida 1, estragámos a partida, mas na segunda corrida o meu ritmo com a moto foi bom e também a minha condição física, porque houve tantos solavancos. O saldo desta corrida é positivo para o campeonato. Estou a sentir-me muito bem este ano, estou consistente e a gostar das minhas corridas. “



Veja mais em MOTORSPORTS.PT

Leia Também

close