Nova ‘Ducati especial’ é esportiva, curta a Panigale V4 SP2

0
87

A Ducati lançou na Europa a Panigale V4 SP2, uma superesportiva nascida nas pistas de corrida. O modelo é o último integrante da websérie virtual que contou com três lançamentos da marca.

No dia 17 de fevereiro, a fabricante apresentou a XDiavel Nera. Já no dia 3 de março, foi a vez de mostrar a nova linha de bikes elétricas. Sim, as marcas de motos também fazem bicicletas! Agora, é claro, chegou a vez de uma superbike.

Panigale V4 SP2 foi apresentada de forma virtual pela Ducati

Nova Ducati Panigale V4 SP2

A Ducati já havia apresentado a mudança mais significativa na plataforma Panigale V4, quando lançou as V4 e V4 S, em novembro de 2021. Motos com aerodinâmica, ergonomia, motor de corrida e, o mais importante, eletrônica revisada para facilitar a condução de meros mortais, que não são profissionais das pistas.

No entanto, a fabricante guardou o melhor para o final, quando apresentou agora a Panigale V4 SP2. A esportiva de primeira linha é uma versão mais sofisticada da família Panigale V4. O motor Desmosedici Stradale V4 de 1.103 cc, derivado da MotoGP, continua sendo a estrela. Uma usina que entrega 215,5 cavalos a 13.000 rpm e torque de 12,6 kgf.m aos 9.500 giros.

Mas os proprietários também podem adicionar mais potência, com um sistema Akrapovic de titânio completo. Esse escapamento de corrida Ducati Performance é quase 5 kg mais leve e aumenta o torque para 13,3 kgf.m e gera 228 cv!

Tecnologia ao seu dispor

A nova Ducati Panigale SP2 utiliza as mesmas curvas de torque de marcha a marcha e tem quatro modos de potência (Full, High, Medium e Low) para domar o motor V4. A embreagem seca STM-EVO SBK é derivada das máquinas do WSBK. O sistema oferece uma função anti-empinada mais eficiente, para reduções de marcha agressivas, antes da entrada de curvas.

Ducati colocou pacote recheado de tecnologia na esportiva

Junto dos modos de condução Street e Sport padrão, existem perfis orientados para a pista (Race A e Race B), além de uma opção de exibição Track Evo, que se adequa ao circuito. Um kit Ducati Data Analyzer, que analisa dados de desempenho com módulo GPS, também vem de fábrica.

Apoiando esse potencial, a moto tem quadro frontal de alumínio que aproveita o Desmosedici Stradale como parte integral. O chassi também se beneficia do garfo invertido na dianteira Öhlins NPX 25/30 e amortecedor traseiro TTX36, junto do amortecedor de direção, que compõem o sistema Smart EC 2.0 da Öhlins.

Nova Ducati Panigale V4 SP2 será uma versão limitada, ao que tudo indica, à apenas três dígitos!

Veja também:

Nova Ducati Panigale custa R$ 200 mil 

A nova Ducati Panigale V4 SP2 aposta nas rodas de carbono de 5 raios, que economizam 1,4 kg em comparação com os aros de alumínio forjado, vistos na padrão V4 e V4 S. Parece pouco, mas as rodas de carbono produzem uma redução de inércia de 26% na dianteira e de 46% na traseira.

Com isso, todo o conjunto tem peso a seco de apenas 173 kg. Segurando a massa reduzida e grande potência, estão as pinças Brembo Stylema R, mais potentes e alimentadas por um cilindro mestre Brembo 19.21 MCS.

Modelo pode ser rapidamente convertido para rodar na pista

A Ducati Panigale V4 SP2 chega com a pintura “Winter Test” e vem com uma tampa de remoção do suporte da placa traseira, além de coberturas para os orifícios do espelho de alumínio. Tudo isso para tornar a conversão de pista mais fácil ainda.

Na América do Norte, o modelo começa a ser entregue no quarto trimestre de 2022, com o preço sugerido de 39.500 dólares, ou cerca de R$ 200 mil em conversão direta. Ainda não há previsão de chegada para o mercado brasileiro. Por aqui, a Ducati V4S tem preço sugerido de R$ 162.990.

Veja mais em Motonline.com.br