HomeTestes e Reviews de MotosNova Ducati Streetfighter 'de entrada' é quase barata

Nova Ducati Streetfighter ‘de entrada’ é quase barata

A Ducati apresentou a Streetfighter V2. A naked ‘de entrada’ está um degrau abaixo da hypernaked Streetfighter V4, mas não se engane. Estamos falando de uma moto com mais de 150 cv de potência, menos de 180 kg e nenhuma proteção aerodinâmica para desviar o vento de seu peito.

Se o visual é próximo ao da Streetfighter maior, a base mecânica foi herdada da Panigale V2. Trata-se do motor Superquadro, com dois cilindros em V, 955 cm³ e capaz de produzir 153 cv e 10,3 kgf.m de potência e torque máximos. Os números são alcançados, respectivamente, a 10.750 e 9.000 rpm.

 

Quanto custa a nova Ducati Streetfighter V2

Está cogitando a compra de uma V2 pois a V4S (à venda no Brasil por R$ 147 mil) é bruta demais para você? Então temos uma boa notícia. No exterior, a novidade tem preço próximo dos 17 mil euros (cerca de R$ 106 mil) fazendo dela uma das motos mais ‘acessíveis’ da marca italiana nesta faixa de cilindrada.

nova ducati streetfighter v2 - preço

Nova Streetfighter V2 une a identidade visual da V4 ao conjunto técnico da Panigale V2. Tudo isto custando o equivalente a ‘apenas’ R$ 106 mil

Para comparação, no Velho Continente uma V4S sai por 23.990 euros, enquanto a Panigale V2 parte dos 18.490. Em conversão direta, estamos falando de R$ 150 mil e R$ 116 mil, respectivamente. Já a Multistrada V2, movida pelo mesmo propulsor, parte dos 14.990 euros – quase R$ 94 mil. Entretanto, a nova Streetfighter V2 ainda não foi confirmada ao Brasil.

Panigale V2 empresa diversos componentes à irmã naked, inclusive o motor. O dois cilindros em V, de 955 cm³, gera 153 cv de potência e 10,3 kgf.m de torque

 

Uma naked para as pistas ou ruas

Quando comparada à V4, começam a surgir pequenos pontos apontando que a Streetfighter V2 foi mais pensada para as ruas que para as pistas – apesar de garantir ótimo desempenho em circuito fechado. O guidão é mais alto, o banco é mais largo, as pedaleiras estão alguns milímetros à frente. É quase uma moto para ir ao shopping ou academia, quase.

nova ducati streetfighter v2 - no brasil

A V2 é menos brutal que a irmã maior, por isso a marca entende que pode ser facilmente usada em perímetros urbanos

Naturalmente, a nova Ducati é repleta de componentes de grife. As suspensões têm garfo Showa BPF na frente e amortecedor Sachs na traseira, enquanto os freios contam com pinças Brembo M4.32. Não precisamos dizer que são totalmente ajustáveis, né?

Já o pacote eletrônico é generoso e foi herdado da irmã Panigale. Possui novo sistema de medição inercial com 6 eixos, possibilitando a adoção de ABS adaptado para curvas, Ducati Traction Control Evo2, Ducati Wheelie Control, Engine Brake Control EVO e quickshifter DQS. Há, ainda, três modos de pilotagem, personalizáveis.

O piloto gerencia todos os recursos eletrônicos através de uma tela TFT, num conjunto que ainda conta com sistema de iluminação full LED. Quem preferir poderá equipar sua nova Ducati naked com itens do extenso catálogo de opcionais oferecidos pela marca, que incluem desde suporte de GPS até asas aerodinâmicas, passando pelo sistema multimídia.

nova ducati streetfighter v2 - pista

Com motor de sobre, componentes de grife e eletrônica de ponta, nova Ducati testa habilidade dos pilotos na pista

 

Lançamento da nova Ducati Streetfighter V2 no Brasil

Tenha calma. O modelo acabou de ser lançado na Europa e ainda não sabemos quando – e nem se – virá ao Brasil. Como parâmetro, a Streetfichter V4S foi chegou às lojas em 2020 e aterrissou por aqui um ano depois, em maio de 2021. Aliás, custa pouco menos de R$ 147 mil e tem fila de espera. Sobre a Streetfighter V2, o que nos resta é aguardar.

Não se engane, esta é a Streetfighter V4S. Modelo chegou ao Brasil e teve até fila de espera. Talvez a V2 venha e siga o mesmo caminho…

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close