HomeShow RadicalPedro Magero #15 conta um pouco da sua trajetória nos EUA em...

Pedro Magero #15 conta um pouco da sua trajetória nos EUA em 2021

O jovem gaúcho que a anos vem colocando seu nome entre os TOP10 das principais categorias do campeonato Brasileiro de Motocross, nessa temporada decidiu dar um novo rumo a sua carreira de piloto e se mudou para os EUA, para conhecer por si próprio como tudo funciona por lá, devido a sua localização e estrutura, Pedro acabou optando por seguir o campeonato estadual da Flórida por completo. E agora nessa semana segue para a última rodada da temporada, na qual já se consagrou campeão antecipado da classe 450B e agora segue em busca do título da Open Pró, confira a seguir nosso bate papo com o piloto gaúcho nos EUA.

SR: Fala “Pedrinho” e aí como andam as coisas na terra do Tio Sam? Fim de temporada, fim de uma longa jornada pra você aí, como se sente nesse momento em relação ao esporte?
PM: – Fala galera, tudo bem?
Primeiramente gostaria de agradecer ao site   pela oportunidade de estar fazendo parte deste bate-papo!
Por aqui as coisas estão super bem! Estou chegando no final da minha temporada de 2021 nos EUA com o sentimento de dever cumprido, conquistei o meu objetivo de ser campeão Estadual por isso estou muito feliz.

SR: Qual foi o principal motivo para abandonar sua carreira em andamento no Brasil e se jogar basicamente sozinho para algo totalmente novo nos EUA?
PM: – Sempre tive a vontade de competir nos EUA, para adquirir experiência, aprender técnicas, estilos de pilotagens e conhecer a cultura das competições americanas. Então eu e minha família montamos um planejamento em dezembro do ano passado para que tudo isso se tornasse possível de ser realizado na temporada de 2021.

SR: O que você achou das pistas e das competições em que participou aí na sua chegada ao país?
PM: Eu achei incrível! Uma atmosfera totalmente diferente. As pistas aqui da Flórida tem um terreno arenoso escorregadio, diferente da Califórnia que possui um chão um pouco mais duro! As competições aqui tem uma estrutura fantástica. Os dias de corrida tem cheiro de gasolina VP (risos), coisa de louco. No Campeonato Estadual da Flórida as corridas tem uma duração mais curta, de 4 a 7 voltas por bateria, chamadas de corridas de “sprint”. Muito bom pro piloto adquirir velocidade e agressividade.

SR: E em relação as motos da que você possui e das motos dos seus concorrentes da pra disputar de igual para igual ou é algo muito distante como no Brasil?
PM: Da pra disputar de igual pra igual sim! Como estou disputando de 450cc, a moto original por si só já é muito forte, então apenas realizamos acertos de suspensão, escapamento, boa gasolina e bons pneus. Já na 250cc a história e diferente! Como o terreno aqui é pesado e arenoso, as motos que estiverem mais bem preparadas levam vantagem sim.

SR: A maioria dos pilotos que saem de seus países para andar nos EUA, costumam ir para a Califórnia por ser o “pico” do MX no mundo, no seu caso você foi para a Flórida, qual motivo dessa escolha?
PM: Eu e minha família optamos pela Flórida pelo fato de que iriam ter pessoas pra poder me auxiliar e me introduzir dentro do motocross americano com mais facilidade. E o outro motivo também é o custo benefício. No estado da Califórnia o custo de vida é mais alto do que na Flórida, então optamos por esse caminho.

SR: Além do estadual da Flórida, quais foram os maiores eventos que você disputou aí nos EUA?
PM: – Tive a oportunidade de disputar o Ricky Carmichael Amateur Supercross em Daytona, onde conquistei a 8° colocação na 450B, sendo a minha primeira corrida de 450cc. Competi também nas classificatórias para o Loretta Lynn’s na famosa pista de Muddy Creek que faz parte do circuito do Ama Motocross. Obtive a 14° colocação entre 60 pilotos, mas infelizmente apenas os 6 primeiros colocados se classificavam. De qualquer forma foi uma experiência única de competir com tantos pilotos de alto nível em uma pista sensacional.

SR: Quais foram os seus principais apoiadores aí nessa temporada, as empresas brasileiras te apoiaram, rolou algum contato com as marcas aí de fora?
PM: – Os meus principais apoiadores foram a minha família com certeza, sem eles nada disso seria possível. Recebi também o apoio de empresas brasileiras e americanas nessa temporada como a Vertrauen Elevadores, Biker North America, Red Tazz Energy Drink, Sprockets Speed Shop, Mr Pro, Braap Company, O’Neal, Rbracing, Motostyle Gráficos, Royal Kitchen, Ryno Power, Ogio e Scott Googles.

SR: Sabemos que você está na reta final da temporada que escolheu fazer, no caso o campeonato estadual da Flórida, onde você pode salvar mais um título internacional pra sua carreira, quais seus planos de agora para frente, pensa em seguir fora do Brasil ou voltar para cá e seguir sua caminhada no esporte aqui, quais seus planos de 2022 em diante?
PM: Os planos pra 2022 ainda não estão definidos. Estamos analisando as possibilidades e oportunidades que poderão surgir, tanto no Brasil quanto nos EUA. Independente do caminho que eu e minha família decidirmos tomar, estaremos muito bem preparados!

SR: Depois das conquistas no estadual da Flórida rolou algum contato de alguém dos EUA ou alguma oportunidade pelas conquistas?
PM: – Sim! Tive uma proposta pra competir aqui nos EUA ano que vem, mas em outro estado. Por enquanto estamos analisando o projeto, então infelizmente não posso divulgar nada ainda.

SR: Deixamos esse espaço para você agradecer a todos que fizeram parte dessa sua caminhada esse ano, e também deixar o seu recado para galera que acompanhou essa sua nova fase no esporte.
PM: – Gostaria de agradecer a minha família por ter me dado todo o suporte necessário nessa caminhada. A todos que fizeram parte dessa jornada, e de alguma forma contribuíram pra que esse título estadual fosse conquistado. E sem dúvida nenhuma, agradecer a todos que torceram por mim, meus amigos, e todas as pessoas queridas que só mandaram energias positivas nesse ano. Todos vocês fazem parte dessa conquista!
Um forte abraço

Continue arrastando para cima ☝☝☝ para conferir todos os patrocinadores do site   👇⚡! 

– Clicando no anuncio das empresas você é direcionado ao site da marca!



Veja mais em  

Leia Também