HomeMotorsports.ptRali de Marrocos, Etapa 2: Walkner vence etapa e sobe a líder

Rali de Marrocos, Etapa 2: Walkner vence etapa e sobe a líder

Numa etapa com muitos quilómetros e bastantes dunas, onde a boa
navegação foi uma das exigências do dia, o austríaco Matthias Walkner imprimiu
um ritmo consistente, apanhou os rivais da Honda e venceu a tirada, passando a
líder da classificação geral com 19 segundos de vantagem sobre Pablo
Quintanilha. Joan Barreda e Ricky Brabec pagaram a fatura de abrir a pista a
início.

Com um total de 609 quilómetros, a etapa dois foi a mais
longa até agora do rali marroquino e  incluiu um especial de 334 quilómetros.
Descrita como a etapa “mais cénica” pelos organizadores da prova,
devido às vastas áreas de dunas rolantes, a navegação precisa foi a chave para
estabelecer um bom tempo.

Com um início sólido do rali, Matthias Walkner terminou em
quarto no primeiro dia, e por essa mesma razão, partiu esta manhã com três
pilotos da Honda à sua frente. Depois de ter tido tempo para encontrar o seu
ritmo nas dunas de areia macia, Walkner foi capaz de avançar e em pouco tempo
passou a marcar presença em cada way point perto do topo das folhas de tempos. Conduzindo
sem ter quaisquer problemas com a nova KTM, o austríaco acabaria por ganhar a
etapa com uma vantagem de um minuto e 19 segundos sobre o chileno da Honda Joe
Ignacio Cornejo.

O líder do campeonato do mundo de Cross-Country Ralis, encabeça
agora a classificação geral provisória que vai para a etapa três.

“Foi um dia muito bom para mim hoje. Comecei a procurar minimizar quaisquer erros novamente e achei mais fácil entrar num bom ritmo logo no início”, comentou Matthias Walkner o vencedor do dia.A minha navegação foi boa, e penso que depois de cerca de 100 quilómetros consegui ver os que estavam à minha frente. A partir daí continuei e perto do km 300 apanhei-os,  e nós os quatro fomos em grupo até ao fim. Estou satisfeito por ter ganho a etapa, mas isso significa abrir a pista amanhã, o que será difícil. Mas estamos a lutar pela primeira posição no pódio, por isso farei o meu melhor e espero fazer um bom trabalho”.

José Ignacio ‘Nacho’ Cornejo fez uma bela exibição hoje,
partindo da sétima posição. O piloto de Iquique lutou pela vitória na especial,
mas acabou por perder um minuto para Walkner. Mesmo assim, subiu na
classificação geral do Rali de Marrocos e agora está em sexto lugar, a menos de
seis minutos do líder.

“Hoje foi um dia muito melhor para mim”, começou por dizer o piloto chileno da Honda no final da etapa. “Comecei com uma boa posição, queria rodar uma etapa sólida, sem erros e acho que não cometi erros de navegação. Foi uma etapa muito cheia onde consegui ter um bom ritmo. No final havia uma área complicada de navegação e preferi jogar pelo seguro para não cometer erros. Talvez tenha perdido alguns segundos, mas ainda estou satisfeito. Com a moto sinto-me muito confortável e melhoro com o passar dos dias.”

O compatriota de Nacho, Pablo Quintanilla, terceiro na linha
de largada, administrou a etapa com sucesso, cruzando a linha de chegada em
terceiro lugar, a 2’50 do vencedor da etapa, mas o chileno de Viña del Mar
subiu uma posição na geral classificação e agora está apenas 19 segundos atrás
do líder.

“Esta segunda etapa do rali foi muito longa e difícil. Uma travessia de 200 quilómetros bem cedo pela manhã e a especial de cerca de 350 quilómetros com trilhos rápidos paralelos, pedras, dunas e leitos de rios secos. Foi uma especial de alta velocidade. Eu sabia que ia perder algum tempo começando em terceiro, mas no final foi melhor do que o esperado e terminei nessa posição. Estou feliz, estou em segundo agora no rali e motivado para o que aí vem”, concluiu Pablo Quintanilha.

Daniel Sanders foi o quarto mais rápido na etapa que terminou a 3m40s do vencedor, ocupando o quinto lugar da classificação geral. “Hoje foi mais uma boa etapa para mim e estou realmente feliz com a forma como este rali me está a correr”, começou por dizer o piloto da GasGas.

“Perdi um pouco a concentração mesmo antes do reabastecimento, mas uma vez que tinha comido alguma coisa, voltei a fazê-lo e senti-me forte no final. Foi fixe rodar sozinho durante a maior parte da etapa, fora da poeira, e confiar na minha navegação. Isto levou-me em segurança até ao fim, sem grandes erros”.

O argentino Kevin Benavides foi quinto no dia de hoje na frente de Ross Branch, de Ricky Brabec, de Sam Sunderland e do americano Skyler Howes.

Entre os portugueses, outra boa exibição de Joaquim
Rodrigues (Hero)  que fechou o top ten na
frente do vencedor da primeira etapa Joan Barreda.

Amanhã tudo indica que será outro dia com uma possível remodelação na liderança. Mais uma vez, a ação decorrerá a nordeste de Zagora, pelo que as dunas e muita navegação voltarão a ser uma constante na especial de 341 quilómetros. A quilometragem total do dia excede os 600 quilómetros.

Resultados da 2ª Etapa

1. Matthias
Walkner (AUT), KTM, 3:40:32

2. Jose
Ignacio Cornejo (CHI), Honda, 3:41:51

3. Pablo
Quintanilla (CHI), Honda, 3:43:22

4º Daniel Sanders (AUS), GASGAS,
3:44:12

5º Kevin Benavides (ARG), KTM,
3:44:36

Classificação após duas etapas

1. Matthias
Walkner (AUT), KTM, 7:12:11

2. Pablo
Quintanilla (CHI), Honda, 7:12:30

3. Ricky
Brabec (EUA), Honda, 7:13:11

4. Joan Barreda (ESP), Honda,
7:15:12

5. Daniel Sanders ( AUS), GASGAS,
7:17:08



Veja mais em MOTORSPORTS.PT

Leia Também

close