Segurança dos Rally Raids discutida em Lisboa

0
78

A FIM reuniu com a ASO, organizadores de várias provas, gestores de equipa, pilotos e fabricantes para falar sobre a segurança dos pilotos nos Rally Raids.

O presidente da FIM, Jorge Viegas, o diretor de desporto da FIM, Jean-Paul Gombeaud, reuniram-se em Lisboa com representantes da ASO (Organizadores do Rally Dakar), organizadores de provas, gestores de equipas, pilotos e fabricantes da disciplina de Rally Raid com o principal objetivo de discutir a segurança dos pilotos que participam em ralis dando especial enfoque ao Rali Dakar.

Durante a reunião foram identificados alguns fatores que potenciam o risco de acidentes, sendo eles: fadiga; desidratação; velocidade e maior confiança; calor excessivo; erros de navegação; distração; percurso/visibilidade limitada dos obstáculos; e precisão do Road Book.

Após discussões positivas e construtivas entre todas as partes foram apresentadas várias propostas para tratar dos tópicos apontados. São elas:

Percurso

No futuro, todos os percursos dos eventos do campeonato da FIM serão elaborados com a colaboração de um ex-motociclista.

Road Book

Será nomeada uma equipa de “inspetores de percurso” para desenvolver o Road Book para que todos os pilotos / equipas tenham o mesmo nível de informação e uma interpretação mais verdadeira do nível real de dificuldade do percurso.

Redução de velocidade

Maior variação dos estilos para obter velocidades médias mais baixas.

Restritores de entrada de ar

A instalação dos restritores de entrada de ar – conforme a FIM 300 WSBK – para reduzir a potência do motor e também a velocidade. Um período de teste será aplicado até junho.

Equipamento de proteção para pilotos

Adoção de airbags o mais rápido possível. Reunião iminente planeada com fabricantes relevantes a fim de se implementar esta ação em 2021, sendo que em 2020 será trabalhado o seu desenvolvimento.

Navegação

Uma nova torre de instrumentos está a ser desenvolvida com mais sinais visuais e de áudio e mais compacta / menos invasiva para evitar ferimentos.

Satisfeito com o progresso alcançado durante a reunião, o Presidente Jorge Viegas disse: “Estou satisfeito com esta reunião muito construtiva, que surge na tentativa de reduzir o número de acidentes nos Rally-Raid, que é uma prioridade para a FIM, especialmente no Rally Dakar”.

“Testaremos as soluções apresentadas no início desta temporada e planearemos no final da temporada para ajustar detalhes conforme necessário. A participação da ASO, KTM, Husqvarna, Hero, Honda, Yamaha e também dos pilotos Sam Sunderland e Adrien Van Beveren permitiu-nos trabalhar de mãos dadas para enfrentar este desafio e garantir a sustentabilidade deste campeonato espetacular e único” concluiu Viegas.

(Texto: Paula Silva)



Veja mais em MOTORSPORTS.PT