HomeTestes e Reviews de MotosTombos, Covid e recorde: jovem rodou o mundo de Himalayan

Tombos, Covid e recorde: jovem rodou o mundo de Himalayan

A Royal Enfield divulgou um vídeo contando uma história para encorajar novos motociclistas a viajar pelo mundo. O relato conta a trama real do inglês Jack Groves, que comprou uma Himalayan de segunda mão e embarcou em uma viagem inesquecível.

Não é mais um conto romantizado, descrevendo que tudo foi perfeito pelo caminho, muito pelo contrário. No entanto, foi uma façanha que mudou a vida do jovem e pode ir para o livro dos recordes.

viagem ao redor do mundo com himalayan

Inglês pode entrar no livro dos recordes como o mais jovem a fazer uma volta ao mundo de motocicleta. Aventura incluiu 255 dias parados na Bolívia após contrair Covid-19

Volta ao mundo de Royal Enfield Himalayan

Depois de terminar seus estudos universitários em 2019, Groves rapidamente se desiludiu com o estilo de vida da rotina diária. No entanto, uma história que o inspirava era a jornada do colega britânico Kane Avellano, que com 24 anos se tornou o homem mais jovem a rodar o mundo de moto, em 2017.

Decido a repetir o feito, Groves com apenas 21 anos partiu de casa em 11 de julho de 2019. Junto de sua Himalayan 411, os planos eram viajar pela Europa, Balcãs, Turquia, Ásia Central, China, Sudeste Asiático, Austrália e América do Sul.

viagem ao redor do mundo com himalayan

Roteiro saiu da Europa e rumou até a desafiante América do Sul, incluindo a passagem obrigatória pela Carretera de La Muerte, na Bolívia

Quedas, pandemia e, claro, lugares incríveis…

Pela viagem, o jovem passou por lugares icônicos, como o Mar Cáspio, Machu Picchu e a Rodovia Pamir. No entanto, a viagem foi tudo, menos tranquila! Depois de bater perto de Dover, na Inglaterra, Groves sofreu alguns arranhões na estrada, mas não teve fratura.

Quando o inglês chegou à Austrália, ele foi pego de surpresa pelo devastadores incêndios florestais, que estavam ocorrendo pelo país. Lutando contra o calor nas estradas, Groves finalmente chegou a Sydney, de onde despachou sua moto para a Argentina.

O que poderia ser pior? Quando o aventureiro desembarcou na América do Sul, os casos de COVID-19 começaram a surgir na região. Groves foi então para a Bolívia em cima da hora, mas foi forçado a permanecer no Peru – por nada menos que 255 dias (!). Sim, porque o jovem contraiu o vírus no início do mês de abril.

Segundo ele, os sintomas foram sentidos de forma forte, potencializados pela região com 3.400 metros de altitude. Por lá, ele também passou um mês explorando a selva remota do Parque Nacional de Manu e a Serra Alta de Ausangate. O resto do tempo, o inglês ficou entre a cidade de Cusco e o vizinho Vale Sagrado dos Incas.

Pelo caminho ele visitou locais icônicos como Machu Picchu

Veja também:

O mais jovem a rodar ao redor do mundo!

Apesar de todos os contratempos, Groves perseverou na viajem. Mais tarde ele subiu rumo ao México, assim que as restrições da pandemia diminuíram. O jovem então enviou a Himalayan para a Espanha – antes do pai se juntar a ele – para completar a viagem de volta à Inglaterra.

A façanha de Groves ainda pode exigir confirmação para entrar no Guinness World Records, batendo o feito de Kane Avellano. No entanto, a conquista do jovem – com agora 23 anos – é impressionante, independentemente de qualquer aprovação.

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também