Usadas: Biz 125 é a moto mais procurada; veja top10

0
48

A Biz é um dos maiores sucessos que a Honda estabeleceu ao longo de seus 46 anos de Brasil, somando mais de 4 milhões de unidades produzidas desde 1998. E sua versão atual, a Biz 125, também é a moto mais procurada nos classificados do Motonline ao longo dos últimos 12 meses.

 

Biz 125, a mais procurada entre as usadas

A lista apresenta quais os modelos mais buscados por interessados em adquirir motos – majoritariamente usadas. o Ranking com as 10 motos mais procuradas gerou mais de 4,2 milhões de impressões na internet no período, sendo que a Biz garantiu sozinha 875 mil resultados – ou 20,8% do total de buscas. A lista é dominada pela Honda e equilibra modelos street, naked, scooter e custom.

biz 125 marrom

A Biz 125 é a moto mais procurada nos classificados do Motonline, compostos basicamente de motos usadas. Top10 ainda tem outras 7 Honda

Motos mais buscadas

1 Honda Biz 125
2 Honda CG 125
3 Honda CG 150
4 Honda CB 600F Hornet
5 Honda Shadow 600
6 Honda Shadow 750
7 Honda PCX
8 Kasinski Mirage 250
9 Yamaha Drag Star 650
10 Honda Bros 160

Veja também:

 

Modelos, versões e itens de série da Biz

Se você está pensando em comprar uma Biz 125 usada, é importante ficar atento às características da unidade em questão. Isso porque o modelo é produzido há 24 anos e já passou por diferentes gerações, motores e itens de série.

comodidades da biz 125

À venda desde 1998, a Biz logo agradou pelas suas comodidades. As principais são a embreagem semiautomática (que dispensa o uso de manete) e o útil compartimento sob o banco

A Biz surgiu em 1998, com motor de 100 cilindradas. Ela inaugurou uma trajetória de sucesso e desde o início agradou pela economia, design e comodidades como espaço sob o banco e embreagem semiautomática – que dispensa o uso do manete. Fazia cerca de 42 km/litro e teve versões especiais, como a Biz+. Veja o review da Biz 100 aqui.

biz 100 preta

Momento saudosismo. Assim era a primeira geração da Biz, apresentada em 1998. Logo viria a Biz+, com rodas de liga e outros mimos

Em 2005 surgiu a segunda geração, a Biz 125 – aposentando a antecessora de 100cc. Seu visual era mais moderno e o motor estava consideravelmente mais potente. Em 2009 foi o primeiro modelo de baixa cilindrada no Brasil a receber injeção eletrônica PGM-FI, deixando-a ainda mais econômica.

cores da biz 125

A segunda geração chegou em 2005, estreando o motor de 125 cilindradas. Além de mais potente era mais moderna, com design afilado

A terceira geração chegaria em 2011, com linhas mais arredondadas, gancho na carenagem e adoção de motor flex. O tanque enfim cresceu, passando de 4 para 5,5 litros. No ano seguinte a Biz 100 volta, mas como opção de entrada para a 125, e em 2016 tem upgrade para 110cc.

biz 125 2011

Nem tão gordinha, nem tão reta. A terceira geração da Biz veio em 2011 e ficou famosa pelas setas traseiras integradas à lanterna. Também marcou a chegada do motor Flex

Por fim, a quarta e atual geração aterrissou em 2018, comemorando os 20 anos da linha. A Biz 125 ganhou visual renovado, novo grupo ótico frontal, freios combinados CBS, painel digital, ampliação do espaço sob o assento e, ainda, inédita tomada 12V. O painel passou a contar com a função Eco-Lamp, luz que auxilia o piloto a encontrar o modo mais econômico de pilotar.

biz 125 branca

Em 2018 aconteceu a atualização mais importante da Biz. O modelo manteve todos seus pontos fortes e passou a contar com indicador Eco, tomada USB, gancho retrátil, painel digital e freios combinados CBS

Desde então a Biz 125 teve apenas alterações sutis, especialmente nas cores e grafismos. Assim, segue contando com motor de 124 cm³, que entrega 9,1 cv, e câmbio de 4 velocidades. Em nosso último teste ela surpreendeu pela economia, chegando à quase inacreditável marca de 75 km/litro na cidade, em modo econômico – veja o teste.

biz 125 é econômica

A Biz 125 é econômica, mas em nosso último teste ela surpreendeu. Rodando na cidade e em modo eco, ela chegou a fazer 75 km com um litro de gasolina

Veja mais em Motonline.com.br