HomeTestes e Reviews de MotosVendas da Fazer 250 despencam em outubro; veja o que rolou

Vendas da Fazer 250 despencam em outubro; veja o que rolou

Os números de emplacamentos da Fazer 250 despencaram em outubro, numa queda de 63% em relação ao mês anterior. Mas calma, isto não é nenhum demérito da marca ou modelo, mas sim mais um dos tantos reflexos da pandemia no segmento de motos.

 

Pandemia segue afetando a produção de motos

Todo o setor, tal qual ocorre nos carros e em outros veículos, vem sofrendo com a dificuldade para encontrar componentes – sobretudo eletrônicos. A escassez de peças aumenta o prazo para montagem dos produtos finais e eleva seus preços, sendo assim um dos responsáveis pelos crescentes aumentos nos valores das motos.

fazer 250 preço

Fazer 250 tem preço sugerido de R$ 19.490, mas é avaliada pela FIPE em um pouco mais, R$ 20.971

Assim, a vítima da vez foi a Yamaha. Outro fator por trás da queda de vendas foram as paralisações na produção, uma vez que sua fábrica em Manaus teve novas reduções de jornadas de trabalho em virtude nas últimas semanas. Aliás, a marca parece estar numa pequena maré de azar, afinal foi prejudicada até pelo navio que encalhou no Canal de Suez, há seis meses.

Veja também:

 

Vendas da Fazer 250 caem em outubro

Em outubro, a Fazer 250 emplacou 1.147 unidades. Já no mês anterior foram 3.163, batendo o recorde do ano até aqui. A média de janeiro a setembro foi de 2.707 motos. Ou seja, o número de outubro ficou 63% abaixo de setembro e foi 57% inferior à média mensal. Em outubro de 2020 foram emplacadas 2.548 unidades e a média mensal do calendário foi de 1.971 motos, totalizando 23.655 ao final do ano.

fazer 250 vendas

Emplacamentos da Fazer caíram mais de 63% em relação ao mês anterior e ficaram 57% abaixo da média mensal

Mas ela não está sozinha. A Lander também teve seu pior mês do ano, emplacando 1.136 motos. Em setembro foram 2.189 e a média entre os nove primeiros meses de 2021 ficou em 1.725 unidades. A NMax passou exatamente pela mesma situação. Foram 865 scooter emplacados em outubro, ante 1.679 de setembro e 1.714 da média entre janeiro e setembro.

xmax 250

Líder do segmento, XMax 250 também teve em outubro o seu pior mês de 2021. Modelos como Factor 125, NMax e Fazer 150 passaram pela mesma situação

 

Aliás, Neo 125, Factor 125 e Fazer 150 estão no mesmo barco. Todas tiveram seu pior desempenho de 2021 no mês de outubro. Um caso particular foi o da XMax 250. A líder da categoria chegou a emplacar 575 motos em janeiro, mas registrou apenas 179 no último mês. Até aqui, foram 4.191 unidades registradas.

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close