HomeTestes e Reviews de MotosVídeo: Acelere na Ilha de Man com uma Suzuki RG500 2T

Vídeo: Acelere na Ilha de Man com uma Suzuki RG500 2T

O som das motos com motores de 2 tempos é música para seus ouvidos? Então curta este vídeo frame a frame. Trata-se de uma Suzuki RG500 rasgando o asfalto na lendária Ilha da de Man, durante a última edição do Tourist Trophy, realizada no ano passado. Quem acelera o foguete japonês é o jovem piloto inglês Danny Webb. O material foi disponibilizado pela Suzuki em seu canal do Reino Unido.

A RG500 foi desenvolvida pela Suzuki nos anos 1980 como uma esportiva de rua baseada em seu protótipo do Mundial de Motovelocidade bicampeão em 1981 e em 82. O conjunto é movido por um motor de quatro cilindros, arrefecido a líquido, que produzia 95 cv de potência máxima a 10.000 rpm, além de 7.3 kgf.m de torque, a 9.000 rpm. Ele foi disponibilizada em mercados como Japão e Europa.

Sem Suzuki e rivais: Ilha de Man 2020 cancelada

O Tourist Trophy acontece no fim do primeiro semestre, geralmente entre maio e junho. Ou seja, foi mais um evento cancelado em 2020 em virtude das restrições causadas pela pandemia do novo coronavírus.

A prova ocorre na Ilha de man, ínsula que mede aproximadamente 50 quilômetros de uma ponta a outra e com cerca de 90 mil habitantes. Situada entre a Inglaterra e a Irlanda do Norte, ela pertence ao Reino Unido.

Então, você já sabe mas não custa lembrar: o TT da Ilha de Man é a prova mais insana (e perigosa) da motovelocidade mundial...

Então, você já sabe mas não custa lembrar: o TT da Ilha de Man é a prova mais insana (e perigosa) da motovelocidade mundial…

De fato, quem colocou a Ilha no mapa mundial foi a motovelocidade. O local recebe provas sobre duas rodas desde 1907 e logo nos anos iniciais recebeu o apelido de ‘Corrida da Morte’. A fama, claro, veio após os primeiros óbitos no perigoso circuito urbano, de aproximadamente 60 quilômetros, mais de 200 curvas e inúmeros obstáculos, como postes, casas, desníveis, boeiros. Assim, mais de 250 competidores perderam a vida durante as corridas.

Além disso, o TT da Ilha de Man integrou o Campeonato Mundial de Motovelocidade (hoje MotoGP) desde suas primeiras edições até a década de 1970 quando foi retirada, naturalmente, por motivos de segurança. Assim, Giácomo Agostini e Angel Nieto, os maiores vencedores do Mundial (com 15 e 13 títulos, respectivamente), são alguns dos pilotos que se aventuraram por lá. Agostini obteve dez títulos, enquanto Angel faturou um, nas 50cc, em 1968.

... assim, os pilotos aceleram entre muretas, postes, placas, pedras, casas, bueiros e tudo mais que existir na ilha

… assim, os pilotos aceleram entre muretas, postes, placas, pedras, casas, bueiros e tudo mais que existir na ilha

Brasil na TT Ilha de Man

Então, até hoje, apenas um brasileiro desafiou (todos os perigos) da prova. O paulista de 36 anos já participou de três edições da competição (2013, 2014 e 2015) e, apoiado pela Honda do Brasil, integraria também a edição 2020. Com o cenário imposto pela pandemia da Covid-19, sua participação na edição de 2021 ainda não foi divulgada. Ainda, vale lembrar que no ano passado ele venceu o Pikes Peak International Hill Climb, a subida de montanha mais famosa do mundo, conquista inédita para um brasileiro.

Rafa Paschoalin comemorando a vitória (inédita para um brasileiro) no Pikes Peak 2019. Paulista é o único brasileiro corajoso (ou doido) o suficiente para encarar o TT da Ilha de Man - e está pronto para sua quarta participação

Rafa Paschoalin comemorando a vitória (inédita para um brasileiro) no Pikes Peak 2019. Paulista é o único brasileiro corajoso (ou doido) o suficiente para encarar o TT da Ilha de Man – e está pronto para sua quarta participação

Veja mais em Motonline.com.br

Leia Também

close