HomeMX ActionElétrica: a moto retrô parecida com a RD 350 Viúva Negra

Elétrica: a moto retrô parecida com a RD 350 Viúva Negra

Moto elétrica é sinônimo de modernidade, futuro e tecnologia. Mas quem disse que as eletrificadas não combinam com design retrô? Foi exatamente isso que a Regent Motorcycles pensou ao criar a No.1.

‘Viúva negra’ é o apelido da Yamaha RD 350

 

Moto retrô – e elétrica

Dessa forma, o lançamento da marca sueca nos faz olhar para a moto e recordar com nostalgia de clássicos dos anos 1970, como a primeira geração da Honda CG 125 ou a Yamaha RD 350, que logo seria conhecida pelo apelido aracnídeo. Viúva Negra.

O modelo chega na Europa por 12.495 euros, o que fica em torno de R$ 79.637. Mas esse não seria o preço original pensado pela marca. A moto iria custar 30% a menos, ou seja 9.500 euros, e seria lançado no ano passado. No entanto,  a pandemia da covid-19 atrapalhou os planos da sueca.

Veja também:

Qual a potência da moto elétrica retrô?

moto retrô elétrica

Além do design marcante, o modelo chega a 120 km/h

A No.1 é equipada com motor elétrico que gera 14,3 cv de potência máxima e contínua de 11,5 cv. A bateria para alimentar é de 7,7 kWh. Assim, a moto retrô elétrica consegue chegar a velocidade máxima de 120 km/h reais e tem uma autonomia de até 120 quilômetros.

 

Visual à lá anos 1970

O modelo consegue mesclar o vintage com componentes tecnológicos

A retrô elétrica possui para-lamas e farol redondo cromados que dão um charme. Destaque também às rodas raiadas, farol redondo e banco em nível único.

Um toque, literalmente, para o futuro é seu painel de instrumentos de 7 polegadas totalmente digital e touch screen. Dessa forma, todo o conjunto pesa 159 quilos.

Assim, a moto elétrica possui um pequeno painel sensível ao toque e um ‘tanque’ que nos recorda a RD 350

Dessa forma, a moto sueca conta também com freios a disco em ambas as rodas, combinados com um CBS, além de suspensão dianteira ser de garfo telescópico Paioli, com 120 mm de curso (tal qual as street 150cc convencionais). Já nas rodas, o modelo recebeu  18 polegadas na frente e 17 polegadas na traseira.

 

Moto elétrica retrô no Brasil

moto retrô elétrica

A Super Soco atua no Brasil com alguns modelos de elétricas retrô

Aqui no Brasil a Super Soco atua no ramo das motos elétricas e também aposta no visual retrô. Prova disso são os modelos TC e TC Max, motocicletas elétricas elegantes e clássicas, que carregam farol redondo em LED, banco em couro e ‘tanque’ de formato angulado que reforça seu design vintage. 

Super Soco TC 1.500W custa pouco mais de R$ 21 mil

A marca de motos elétricas criada pela empresa australiana Vmoto tem um bom histórico no exterior. Isso porque é uma das fabricante de eletrificadas mais vendida na Europa. No Brasil, a Super Soco é representada oficialmente no país pela empresa Mobimax, sendo que a TC custa R$ 21.900, enquanto a Max tem preço médio de R$ 34.900. Os números são da Tabela Fipe.

 





MXAction.com.br

Leia Também

close